Início Nordeste é líder no mercado de energia renovável brasileiro, atraindo R$ 62,2 bilhões em investimentos

Nordeste é líder no mercado de energia renovável brasileiro, atraindo R$ 62,2 bilhões em investimentos

3 de janeiro de 2022 às 15:48
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Nordeste - investimentos - energia renovável
Nordeste brasileiro amplia liderança na produção de energia solar e eólica – foto: Freepik/Repr

Diversos estados do Nordeste estão ultrapassando demais estados do Brasil e outros países na geração de energia de fontes renováveis

Nos últimos anos, Pernambuco entrou no grupo dos cinco maiores produtores do mercado de energia renovável, atraindo diversas parcerias e investimentos, mas que ainda são quase desconhecidas na região Nordeste, inclusive em questões de publicidade pelo próprio governo do estado. Enquanto isso, Pernambuco já é o quarto estado com mais projetos de energia solar, somando 2,989 MW, ficando a frente do Ceará. Estima-se que, nos próximos anos, ultrapassará também o Rio Grande do Sul na produção de energia eólica. Atualmente, o estado tem cerca de 417 aerogeradores, mas deverá dobrar o número daqui a alguns anos.

Leia também

Região Nordeste é líder na geração e distribuição de energia renovável

Com o Nordeste na liderança da produção de energia renovável, o potencial do negócio de energia renovável no estado de Pernambuco, de acordo com Reive Barros, Diretor de Construção da Chesf, é de 74 GW em energia eólica e de cerca de 1.220 GW em energia solar.

O atual CEO da Brannand Energia e ex-presidente da Chesf, Mozart Sequeira afirma que Pernambuco tem alto potencial eólico e solar, e o desenvolvimento e implantação já foram realizados ou então seguem em andamento. Para o CEO da Brannand Energia, o Brasil se encontra em uma fase muito boa, sendo até mesmo invejado devido a seu enorme potencial para produção de energia eólica.

Crescimento da geração de Energia Renovável no Brasil

A geração de energia solar e de outras fontes renováveis cresceu de modo absurdo no Brasil, que hoje já possui cerca de 4.574 MW em geração centralizada ou por parque solares e mais 7.617 MW em geração distribuída, que trata do uso de placas solares nos telhados de milhares de casas e empresas.

Tudo isso soma 12.19 GW, sob um investimento de R$ 62,2 bilhões. Se tratando da fonte de energia eólica, o negócio vem faturando mais de R$ 35,8 bilhões, contando com 751 parques, em 12 estados, onde estão 8.820 aerogeradores que possuem capacidade de 20,10 GW, e que até 2026 serão 32,23.

Alta adesão de parques geradores de energia de fontes renováveis

Mesmo que não seja visível a quantidade de parques solares instaladas para os consumidores, é concreto o fato de que os serviços de iluminação pública, hospitais e escolas estão utilizando ou viabilizando a possibilidade de utilizar esse mecanismo para ajudar na redução das despesas do Estado.

Pensando nisso, a Celpe construiu uma nova subestação, com 230 mil volts, na região de Arcoverde, com o intuito de atender toda a área com escolas e hospitais públicos, como forma de incentivo à troca de energia convencional pelas oriundas de fontes renováveis.

Além de tudo isso, há também o empenho para que projetos de pequeno e médio porte de fonte solar sejam viabilizados e proporcionados pela política tributária adotada pelos estados, de isentar o ICMS no setor energético para os autoprodutores de energia, fazendo com que os consumidores possam financiar os seus próprios parques geradores de energia de fontes renováveis.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes