Multinacional Perenco planeja investir US$ 400 milhões na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro, até 2024

Roberta Souza
por
-
25-03-2021 22:08:32
em Economia, Negócios e Política
Perenco, Bacia de Campos, Rio de Janeiro Plataforma de petróleo da Perenco/Fonte: Reprodução – Via Google

O anúncio do investimento na Bacia de Campos foi feito após reunião entre representantes do Governo do Rio de Janeiro e da Perenco

O governo carioca se reuniu ontem (terça-feira – 23/03) com representantes da multinacional francesa do petróleo Perenco, onde a empresa anunciou seu plano de investir US$ 400 milhões na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro até 2024. Leonardo Soares, secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, afirmou que o investimento da Perenco confirmou as boas perspectivas da indústria petrolífera do estado, principalmente para a geração de empregos e arrecadação de tributos para os governos estadual e municipal.

A Perenco é operadora dos campos de Carapeba, Pargo e Vermelho, adquiridos da Petrobras em 2019. Todos são campos de petróleo maduros localizados em águas rasas da Bacia de Campos, na costa do Rio de Janeiro.

Segundo o secretário, mais da metade dos fornecedores nacionais da Perenco estão localizados no Rio de Janeiro, representando 65%. Isso mostra o compromisso com a indústria local e com o estado do Rio. Além disso, ainda há uma grande quantidade de óleo a ser extraído, o que pode atrair empresas nacionais e internacionais de todos os portes e beneficiar as cidade de Campos, Macaé e Rio da Ostras e outras cidades.

Os investimentos na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro

Leandro afirmou que os investimentos serão usados ​​para revitalizar ativos e investir fortemente na substituição de dutos, reforma da plataforma de produção, restauração de poços e renovação de sistemas de processamento.

O diretor ainda diz que o plano de desenvolvimento da Perenco prevê que o investimento fixo da empresa seja de aproximadamente US$ 193 milhões, podendo aumentar para US$ 200 milhões. Em 2024, o investimento total chegará a US$ 393 milhões.

Espera-se que esses aportes continuem até 2024 e, com a vida útil dos campos de petróleo se estende até 2040, há o potencial de criar milhares de oportunidades de empregos diretos e indiretos, sobretudo na capital do petróleo – Macaé.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos