General Motors – GM anuncia suspensão de 350 contratos de funcionários em sua fábrica de SP devido à crise sanitária e econômica provocada pela pandemia

Valdemar Medeiros
por
-
11-05-2021 19:17:47
em Indústria e Construção Civil
General Motors - GM - fabricas - Sp - funcionários - Multinacional Fabrica da General Motors em SP – Fonte: reprodução Google

Pela falta de peças, novamente a Multinacional General Motors suspenderá 350 contratos de funcionários, desta vez na fábrica de São Caetano do Sul. A GM já havia suspendido outros contratos de suas outras fábricas

Leia também

Pronunciamento da General Motors

De acordo com a multinacional, a crise que foi provocada pela pandemia do coronavírus impactou diretamente a cadeia de suprimentos e o negócio da indústria automotiva.

A General Motors informou que vem tomando diversas medidas para manter seus funcionários protegidos e seguros, assim como também fornecedores e parceiros, e vem tentando preservar empregos e garantir a sustentabilidade das fábricas.

A multinacional acrescentou que, desde o ano passado, tem utilizado mecanismos como banco de horas, férias coletivas, redução de custos, redução de jornada de trabalho acompanhada com redução salarial, planos de demissão voluntária e lay-off (que significa a suspensão temporária de funcionários).

General Motors fechou acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos

A dona de diversas fábricas informou que acordou com o Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul a criação de um plano de suspensões temporárias para funcionários excedentes, que na sexta-feira foi aprovado em assembleia.

Segundo a presidente do sindicato, Aparecida Inácio da Silva, a suspensão dos funcionários poderá ter duração de até quatro meses. Através do programa, o governo irá bancar parte dos salários dos funcionários afastados das fábricas e a General Motors irá completar a diferença para que seja mantido o valor mensal. A fábrica de São Caetano do Sul emprega aproximadamente 7,8 mil funcionários, sendo 3,5 mil deles da área de produção.

Outras suspensões da multinacional

Em março, a General Motors já havia afirmado que iria sugerir a suspenção cerca de 600 funcionários da sua fábrica em São José dos Campos, no estado de São Paulo. De acordo com a multinacional, a suspensão seria feita por falta de peças para a fabricação dos veículos e, por isso, iria tentar negociar com o sindicato o afastamento dos funcionários.

Em março, a previsão era de que o lay-off fosse implantado entre os dias 8 de março e 2 de maio. O mesmo procedimento também ocorreu em Gravataí (RS), onde trabalhadores entraram em férias coletivas e uma parte ficou em lay-off, também no mês de março.

General Motors (GM) quer inovar no mercado de carros elétricos apresentando a nova picape elétrica

A General Motors, que atualmente é representada pela Chevrolet no Brasil, está trabalhando em uma nova estratégia para inovar em seu mercado de carros elétricos. A companhia revelou o novo Hummer EV SUV, que será fabricado pela General Motors, e confirmou o desenvolvimento de uma versão elétrica da picape, a Chevrolet Silverado.

A volta do Hummer, só que na versão elétrica, já havia sido confirmada pela General Motors. Inclusive, a versão picape já havia sido confessada, mas acontece que a carroceria SUV é a mais icônica, já que remete diretamente aos modelos H1 e H2, os mais clássicos da antiga divisão Hummer.

A multinacional fabricante de veículos General Motors anuncia investimento bilionário em fábricas de São Paulo

Multinacional General Motors anunciou um investimento bilionário que será destinado às fábricas de automóveis do estado de São Paulo. A companhia fabricante de veículos, já produziu cerca de 17 milhões de veículos em suas três fábricas de carros: São Caetano do Sul (SP), São José dos Campos (SP) e Gravataí (RS), marcando presença em 96 anos no Brasil.

Multinacional General Motors irá fabricar somente carros elétricos a partir de 2035

A fabricante da General Motors acaba de anunciar que todas as marcas do grupo, incluindo a Chevrolet, irão lançar veículos totalmente elétricos a partir de 2035. Este anúncio é parte de um plano maior que visa alcançar a neutralidade de carbono até 2040. A montadora disse que fará um investimento de US$ 27 bilhões em carros elétricos e autônomos nos próximos cinco anos.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.