Montadora BYD quer transformar o Brasil em seu principal mercado de ônibus elétricos fora da China

Valdemar Medeiros
por
-
23-09-2021 11:04:53
em Logística e Transporte
Montadora - BYD - ônibus elétricos - China Autoridades brasileiras, chinesas e diretoria da BYS inauguram fábrica de chassi de ônibus – créditos: Adamo Bazani (Diário do Transporte)

Há quase 10 anos no Brasil, a montadora da China BYD enxerga um enorme potencial no país para a produção e futura exportação de ônibus elétricos.

A montadora da China BuildYourDreams (BYD) está com bons olhos no mercado automotivo brasileiro após obter resultados positivos na venda de seus ônibus elétricos. No primeiro semestre deste ano, a montadora vendeu cerca de 155 mil veículos espalhados pelo mundo todo. Essa venda equivale a um aumento de 154% em comparação com o mesmo período de 2020. O valor de mercado da empresa já está ultrapassando os US$ 100 bilhões, deixando a mesma acima de montadoras como a General Motors. No mercado nacional, a empresa planeja ampliar sua frota de ônibus elétricos como primeira parte do plano, que também conta com caminhões e carros elétricos.

Leia outras noticias relacionadas

BYD já investiu mais de US$ 150 milhões no Brasil

A montadora da China está no Brasil desde 2013 e de lá pra cá já investiu US$ 150 milhões. A maior parte do capital foi direcionado para sua fábrica em Campinas (SP), que tem capacidade para a produção de mais de 2.000 chassis de ônibus elétricos por ano.

A entrega mais recente da BYD foi de 12 ônibus articulados para São José dos Campos (SP), cidade onde o grupo já havia fornecido toda a frota de carros da Guarda Civil Municipal.

De acordo com o diretor institucional e responsável pela unidade de ônibus da Chinesa no Brasil, Marcello Von Schneider, a entrega dos ônibus elétricos é um marco por se tratar de um veículo totalmente produzido no país. Marcello afirma também que a montadora observa o mercado de ônibus no Brasil com potencial de ser o maior do mundo.

Empresa chinesa forneceu 60 ônibus elétricos para governos e prefeituras do país

A montadora da China já entregou mais de 60 ônibus elétricos para prefeituras e governos em todo o País. Apesar de parecer pouco, o Brasil possui apenas 350 ônibus elétricos, sendo grande parte deles trólebus, que são alimentados através de uma rede de fios instalada no trajeto percorrido pelo veículo.

Já nos ônibus utilizados pela BYD, o carregamento é feito em postos de recarga e os veículos possuem uma autonomia de 250 quilômetros. Além disso, os modelos podem ser recarregados em apenas 3 ou 4 horas.

A montadora enxerga potencial para o país ter mais de 10 mil ônibus elétricos circulando nos próximos anos. Como a ideia é também utilizar a fábrica brasileira para exportar para outros países, uma expansão está sendo planejada pela chinesa BYD. Marcello apoia a aceleração da transição para os elétricos e o fato de que o poder público será um dos principais protagonistas dessas mudanças.

BYD deseja ir muito além dos ônibus elétricos no mercado automotivo brasileiro

Apesar de estar com foco nos ônibus elétricos, a montadora da China importará mais veículos de passeio. Em 2022, a empresa afirma que venderá de forma direta dois veículos: o sedã Han e o SUV Tang.

Recentemente a chinesa também fechou parceria com o governo de SP para fabricar 14 trens que serão utilizados na linha 17 do monotrilho. Para atender a alta demanda, a BYD está investindo há mais de 2 anos em uma unidade fabril de baterias e painéis solares em Manaus, visando o aumento na demanda por energia solar em comércios e residências.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe