Mais uma importante obra para melhorar o acesso de caminhões ao Porto do Rio de Janeiro é entregue pelo Ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas

Flavia Marinho
por
-
29-04-2021 11:55:31
em Indústria e Construção Civil
porto - obra - empregos - rj - caminhões - infraestrutura - av. brasil - tarcísio freitas Porto do Rio de Janeiro / Fonte: reprodução Google




Obra da Avenida Portuária que dá acesso rodoviário para caminhões entre Avenida Brasil ao Porto do Rio de Janeiro gerou muitos empregos no estado

Foi inaugurada ontem (28/04) a Avenida Portuária no RJ exclusiva para caminhões. O novo acesso entre Avenida Brasil e o porto do Rio de Janeiro irá favorecer toda a logística das ruas do centro.

Leia também

A concessionária Ecoponte foi a responsável pela obra que melhora o acesso de caminhões ao Porto do Rio de Janeiro. A inauguração contou com a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do secretário-executivo do MInfra, Marcelo Sampaio.

“O Governo Federal trabalha em duas frentes: na remodelação das concessões e na garantia dos investimentos das concessões anteriores. Estamos garantindo que as melhorias cheguem para a sociedade e zelando pelo cumprimento dos contratos. O programa de concessões é um acerto”, afirmou o ministro. Além disso, Tarcísio comentou sobre o caráter de mobilidade urbana da obra, onde o desvio do tráfego de caminhões irá favorecer toda a logística das avenidas do centro do Rio.

Inauguração da obra da Avenida Portuária que dá acesso rodoviário para caminhões entre Avenida Brasil ao Porto do Rio de Janeiro

Muitos empregos foram gerados com a obra de construção da Avenida Portuária junto com a alça de ligação da Ponte Rio-Niterói

O novo acesso promete melhorar o tráfego diário de aproximadamente 2,6 mil veículos nas vias próximas ao porto. De mão dupla, a Avenida Portuária será exclusiva para veículos comerciais, sem permissão para carros de passeio, motos e coletivos.

A Avenida Portuária foi construída junto com a alça de ligação da Ponte Rio-Niterói à Linha Vermelha, inaugurada há um ano, e as duas obras tiveram investimentos de R$ 450 milhões, que gerou cerca de 1,5 mil empregos diretos e indiretos. Os dois empreendimentos são os principais do atual contrato de concessão da Ponte.

Com capital ‘infinito’ da China, Eike mira porto do Açu para construção de usina solar

Aliado aos chineses, o ex bilionário Eike Batista tenta recomprar porto do Açu que já pertenceu integralmente à MMX, empresa do grupo EBX com a ajuda da companhia China Development Integration (CDIL). Além disso, Eike quer voltar a ocupar o papel de protagonista e mira a construção de uma usina solar com capacidade para gerar 1.100 megawatts, em parceria com a empresa Taiwa. Ele também tem outros projetos engatilhados na área de mineração para ser instalado no Porto.

A construção de um parque de energia solar de 1.100 megawatts de capacidade, com os primeiros 300 sendo construídos numa área adjacente ao porto do Açu, devem ter os painéis fornecidos pela chinesa Trina Solar, uma das maiores produtoras de placas solares do mundo.“ A tarifa de energia no Brasil é a melhor do mundo,” disse Amir, que ficou no Brasil de dezembro a fevereiro negociando com Eike e visitando os ativos.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.