Início Maersk divulga a imagem da primeira frota de navios porta-contêineres movidos a combustível verde do mundo, cuja operação está programada para o início de 2024

Maersk divulga a imagem da primeira frota de navios porta-contêineres movidos a combustível verde do mundo, cuja operação está programada para o início de 2024

7 de abril de 2022 às 08:50
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Maersk - Hyundai - navio - conteiner - combustível - preço
Primeira frota de navios porta-contêineres movidos a combustível verde do mundo ? Imagem Maersk

Navios porta-contêineres construído pela Hyundai para Maersk, vem com motor bicombustível que pode operar com metanol e combustível convencional com baixo teor de enxofre

O design do primeiro navio neutro em carbono do mundo com operação prevista para 2024, foi divulgado pela Maersk. Esta é a primeira vez que a empresa divulga uma imagem do projeto da frota composta por oito navios porta-contêineres movidos a combustível verde.  “Ao projetá-los, nossa ambição era garantir que os novos navios pudessem atender nossos clientes de maneira mais inteligente, além de contribuir para seus objetivos de transporte neutro em carbono”, destaca a empresa, em um comunicado global. 

Leia também

Exclusivo no setor, o design permite uma eficiência energética 20% superior por contêiner transportado, em comparação com a média do setor para navios desse porte. Além disso, espera-se que toda a série economize cerca de um milhão de toneladas de emissões anuais de CO₂, proporcionando um transporte neutro em carbono em escala no comércio marítimo.

Navios da Maersk terão 350 metros de comprimento, 53,5 metros de largura

Os navios terão 350 metros de comprimento, 53,5 metros de largura e serão significativamente diferentes do que foi visto antes para quaisquer navios porta-contêineres maiores. A acomodação da tripulação e a ponte estarão localizadas na proa para permitir o aumento da capacidade do contêiner. O funil ficará na popa e apenas em um dos lados da embarcação, proporcionando mais espaço para a carga. Essa separação entre acomodação e funil também melhora a eficiência no porto.

A fabricação do projeto levou quase cinco anos, ao mesmo tempo em que a Maersk cruzava um território de design naval inexplorado. Para possibilitar esse novo design, vários desafios tiveram que ser enfrentados. Em primeiro lugar, o conforto da tripulação teve que ser garantido com as acomodações colocadas neste local mais exposto. 

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

Além disso, a resistência adequada do casco também era um parâmetro importante a ser protegido, com o bloco de acomodação normalmente funcionando como um “enrijecedor” do casco quando colocado mais para trás. Novos arranjos para botes salva-vidas e luzes de navegação tiveram que ser desenvolvidos, além de novas câmeras para apoiar a visão do capitão durante a navegação.

As embarcações poderão fazer uma viagem completa de ida e volta, a exemplo da rota Ásia-Europa, com metanol verde. 

A série, construída pela Hyundai Heavy Industries, vem com uma configuração inovadora de motor bicombustível que pode operar com metanol e combustível convencional com baixo teor de enxofre. Com capacidade de combustível, as embarcações poderão fazer uma viagem completa de ida e volta, a exemplo da rota Ásia-Europa, com metanol verde. 

A primeira embarcação está programada para entrar em operação no início de 2024. “Esperamos levar essas embarcações pelos oceanos do mundo e continuar nosso trabalho na criação de novas soluções para melhorar a eficiência da futura cadeia de abastecimento de nossos clientes”, destaca Maersk.

Relacionados
Mais recentes