Macaé na mira da Equinor: O polo cabiúnas receberá gás do pré-sal da Bacia de Campos, gerando empregos diretos e indiretos na cidade

Flavia Marinho
por
-
19-03-2021 11:14:51
em Petróleo, Óleo e Gás
macaé - petrobras vagas - emprego - tecab - terminal cabiúnas - gás - pré-sal Terminal Cabiúnas – TECAB Macaé / Fonte: Reprodução – Via Google

Equinor vai instalar um FPSO na área do bloco exploratório BM-C-33, no pré-sal da Bacia de Campos. Empregos e injeção econômica na cidade podem ser uns dos benefícios para a cidade

Boas notícias, muitas vagas de emprego estão por vir em Macaé! A Equinor e os parceiros da licença Repsol Sinopec Brasil e Petrobras aprovaram o conceito de desenvolvimento do BM-C-33, um campo de gás/condensado localizado no pré-sal da Bacia de Campos no Brasil. Procurando emprego? Vagas de ensino fundamental INCOMPLETO para trabalhar na maior operadora logística onshore da Petrobras

Leia também

A Equinor vai instalar um FPSO com capacidade para produzir 16 milhões de m3/dia no projeto da descoberta de Pão de Açúcar, na área do bloco exploratório BM-C-33, no pré-sal da Bacia de Campos. A norueguesa já estimou que o primeiro gás poderia ser produzido, a depender de outros fatores, a partir de 2026.

“O BM-C-33 é um projeto-chave em nosso portfólio e a seleção de conceito é um marco relevante em nosso esforço para amadurecer o projeto. É importante otimizar e melhorar ainda mais o business case do projeto para torná-lo mais robusto para o mercado futuro”, disse Geir Tungesvik, vice-presidente sênior de projetos da Equinor.

No bloco foram realizadas três descobertas no pré-sal: Seat (2010), Gávea (2011) e uma grande descoberta de gás e condensado no prospecto Pão de Açúcar, anunciada em 2012, onde são estimados 1 bilhão de barris equivalentes.

Os fluxos dos poços serão enviados para uma unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência (FPSO) localizada no campo. Tanto o gás como o óleo/condensado serão processados no FPSO, e o gás será escoado, já atendendo as especificações de venda. O óleo cru será descarregado por navios-tanque aliviadores e comercializado no mercado internacional após a transferência ship-to-ship (de navio para navio). Um novo casco foi selecionado para comportar 30 anos de vida útil do campo.

O FPSO será interligado pela Equinor ao Terminal de Cabiúnas, em Macaé

A solução de escoamento de gás é baseada em um gasoduto offshore desde o FPSO até uma nova instalação dedicada de recebimento de gás, onshore, dentro do terminal TECAB da Petrobras, em Cabiúnas, antes de se conectar à rede de transporte de gás nacional.

“O BM-C-33 contém volumes substanciais de gás. A conclusão da liberalização em curso do mercado de gás natural no Brasil, de acordo com o plano atual, é fundamental para o desenvolvimento adicional do projeto. BM-C-33 é um ativo que tem o potencial de gerar valor para a sociedade, tanto pela criação de empregos diretos e indiretos, e consequente efeito cascata, quanto pela oferta adicional de gás que pode contribuir para o crescimento industrial, como já aconteceu em outros países”, afirma Veronica Coelho, presidente da Equinor no Brasil.

A capacidade de exportação de gás está planejada para 16 Mm3/dia (milhões de metros cúbicos por dia), com volume médio de escoamento estimado em 14 Mm3 / dia, o que representa um volume significativo com base na demanda atual do mercado de gás no Brasil. A capacidade diária de processamento de óleo é de 20.000 m3.

A seleção de conceito é a conclusão da avaliação técnica e comercial de vários conceitos de desenvolvimento e de opções de chegada à terra. O conceito escolhido fornece a solução mais robusta para desenvolver o projeto BM-C-33 e a cadeia de valor do gás.

Detalhes sobre o cronograma do projeto para as próximas janelas de decisão e início da produção ainda não foram concluídos.

A Equinor opera a área do BM-C-33, onde tem 35% de participação, desde dezembro de 2016. A empresa tem como sócias no projeto a Repsol (35%) e a Petrobras (30%).

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.