Licitações que a SBM Offshore irá participar a partir de 2019

sbm petrobras pagamento corrupção
 

Após o acordo de leniência junto a AGU e o acerto de contas com a Petrobras, a SBM voltará forte ao mercado de FPSO ano que vem

A SBM Offshore finalmente venceu alguns entraves judiciais e voltará forte ao mercado de FPSO, bem a tempo das licitações de instalações de novos unidades até 2022, segundo o plano de investimentos estratégicos da Petrobras para revitalizações de poços na Bacia de Campos e maximização da produção, na Bacia de Santos. Logo abaixo, segue a lista dos ativos que a SBM irá participar com força total:

Marlim, Mero e Parque das Baleias

Marlim ⇒ Serão instaladas duas plataformas neste campo e todas as demais(10) serão desmobilizadas. As unidades se chamarão FPSO Marlim 1 e FPSO Marlim, com data de produção para 2021. As propostas serão entregues no dia 10 de setembro

Mero ⇒ A Petrobras, Shell, Total, CNPC e CNOOC estão nele em regime de consórcio e o nome da unidade será MERO 2, prevista para 2022 a data de sua primeira produção neste campo. Em 15 de outubro as propostas serão entregues para afrentamento neste ativo

Parque das Baleias ⇒ O FPSO Parque das Baleias também será destinado a Bacia de Campos para aumentar o fator de recuperação, o prazo limite das propostas serem entregues vai até o dia 10 de setembro

A SBM Offshore terá que ressarcir cerca 1,2 bilhões de reais a cofres públicos que serão pagos de duas formas: R$ 549 milhões serão pagos diretamente pela empresa e o outros R$ 667 milhões serão abatidos dos “contratos futuros da empresa no país”.  Curiosidade: segue um pequena lista de alguns FPSO pertencentes a empresa:

  • Aseng FPSO
  • Brasil FPSO
  • Capixaba FPSO
  • Cidade de Anchieta FPSO
  • Cidade de Ilhabela FPSO
  • Cidade de Marica FPSO
  • Cidade de Paraty FPSO
  • Cidade de Saquarema FPSO

  • Falcon FPSO
  • Kikeh FPSO
  • Kuito FPSO
  • Marlim Sul FPSO
  • Mondo FPSO
  • P-57 FPSO
  • Saxi-Batuque FPSO
  • Serpentina FPSO

SBM pagará à Petrobras R$ 549 milhões (US$ 148 milhões)

The following two tabs change content below.
Paulo Nogueira
Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás como técnico de operações, Pressure Downrole Gauge Operator e em plataformas de completação do Brasil e exterior