Jair Bolsonaro recua na privatização da Petrobras e faz a estatal perder R$12,5 bi em ações

Bolsonaro Petrobras Privatização Bolsa
 

No dia 10 de outubro Jair Bolsonaro soltou uma declaração relativo a privatização da Petrobras que desanimou investidores e acionistas esta semana

Jair Bolsonaro junto à coordenadoria do seu partido (PSL) resolveu declinar em seu plano de privatização da Petrobras na última quarta-feira, o que acarretou custou uma desvalorização de R$12,5 bilhões à estatal ou 8,36%. Fato este que pegou acionistas e investidores de surpresa, logo após a Bolsa ter registrado a segunda maior alta do ano no dia 2 de outubro, fazendo a Petrobras chegar à R$319,928 bilhões, tudo baseado em entrevistas e notas oficiais do candidato da direita.

O que Jair Bolsonaro disse que justificaria esta queda?

Tudo aconteceu quando ele disse em entrevista que o “miolo” da Petrobras não estaria a venda neste primeiro momento e que a sua meta é destitui-la do monopólio de exploração e produção, para que haja maior competitividade, qualidades nos serviços e preços praticados no mercado. Junto a estas declarações de Jair Bolsonaro, o PSL também endossou esta afirmativa dizendo que não há planos de privatização da estatal à curto prazo.

Além do assunto Petrobras ser uma das principais pautas de Jair Bolsonaro para o setor de energia, ela não é a unica. É possivel até mesmo comparar seu plano de governo com o seu rival na disputa eleitoral Fernando Haddad, são muitos contrapontos e opiniões distintas, embora seja planos sólidos e possíveis de realizar. O fato é que a Petrobras vem aumentando sua produção e recuperando seu poder aquisitivo, conforme seu plano de negócios estabelecido até 2022, indiferentemente do candidato que ganhar as eleições do segundo turno no dia 28 de outubro, a maior parte dos desafios relativos a estatal já foram superados este ano, conforme disse a diretora da Petrobras em setembro deste ano.

The following two tabs change content below.
Paulo Nogueira
Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás como técnico de operações, Pressure Downrole Gauge Operator e em plataformas de completação do Brasil e exterior