Investimento bilionário – Até 2025, R$ 12,8 bilhões serão investidos em linhas de transmissão em todo o Brasil

Roberta Souza
por
-
13-11-2020 09:29:19
em Economia, Negócios e Política
Investimentos, transmissão Linhas de transmissão

De 2021 a 2025, o investimento terá 3 mil quilômetros de novas linhas de transmissão, aumentando 22.275 MVA de capacidade transformadora

De 2021 a 2025, o Plano de Operação de Médio Prazo do SIN (PAR / PEL) deve resultar em um investimento de aproximadamente R$ 12,8 bilhões no país em linhas de transmissão. O conjunto de projetos indicados neste ciclo totaliza 3.000 quilômetros de novas linhas de transmissão, sendo que a capacidade de conversão de subestações novas e existentes aumentar em 22.275 MVA no Brasil.

Confira ainda outras notícias do dia:

O projeto apresenta em comparação com a rede que já existe, um aumento na extensão das linhas de transmissão em cerca de 2% em relação à rede existente, e a potência nominal do transformador instalado na rede básica e na rede básica de fronteira, aumentado em 5%.

Desse montante, o ONS – Operador Nacional do Sistema Elétrico, deu continuidade e 5,4 bilhões de reais que envolveram as novas obras propostas. Além disso, de acordo com o banco de preços da Aneel, está previsto investir no próximo leilão de transmissão nº 01/2020, que será realizado em 4 de dezembro de 2020, que deve elevar o investimento em 6,8 bilhões de reais.

Ao decorrer desse tempo, o Estado de São Paulo deverá receber o maior investimento, cerca de 3,5 bilhões de reais. Logo vem os Estados da Bahia e do Rio Grande do Sul, com investimentos estimados em 2,5 bilhões de reais e 1,8 bilhões de reais, respectivamente. Esses três Estados respondem por mais de 60% de todos os investimentos planejados no plano.

O foco do aumento das restrições de transmissão na interconexão entre submercados é o aumento da capacidade de exportação no Nordeste. O plano indica que aumentará de 6.000 MW médio para um de 145.000 MW médio entre 2021 e 2025. A capacidade de exportação na região norte também é destaque do PAR / PEL 2020. Após a entrada em operação do novo poço, o volume médio de exportação aumentou em aproximadamente 2,3 GW entre 500 kV e 750 kV, nas SEs Xingu, Serra Pelada, Itacaiúnas e Miracema.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe