Indústria registra o maior nível de emprego e fábricas devem contabilizar 20 mil novas vagas este ano

Flavia Marinho
por
-
02-01-2020 17:11:45
em Indústria e Construção Civil
20 mil novas vagas de emprego indústria 20 mil novas vagas de emprego indústria

A Indústria brasileira registra o maior nível de emprego desde 2015, o setor registrou até o 3º trimestre de 2019, 10,7 milhões de vagas

Em 2019 a indústria da transformação brasileira começa a dar a volta por cima e  gerou um total de 10,7 milhões de vagas de emprego, o melhor resultado desde 2015. E não para por aí, muitos projetos de construção civil aprovados em 2020 resultará em um crescimento alarmante de vagas de emprego no setor.

Leia também

Os segmentos que mais contribuíram foram os de alimentos, têxteis e manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos, que reunidos abriram 189 mil novas oportunidades de emprego com carteira assinada até o terceiro trimestre de 2019.

Após recessão econômica brasileira em razão de cortes ocorridos em outros segmentos, como o de produção de coque, derivados de petróleo e de biocombustíveis e de produtos de minerais não metálicos, o crescimento de 1,3% no número de vagas é positivo, afirma Bruno Ottoni, pesquisador da consultoria IDados.

De acordo com Daniel Duque, pesquisador da área de Economia Aplicada da FGV/Ibre, a boa notícia está relacionada ao retorno, ainda lento, dos investimentos.

Após, pelo menos cinco anos de estagnação o segmento de máquinas e equipamentos teve consideravelmente melhora nos investimentos,  “O Brasil foi sucateado entre 2013 e 2018 e em 2019 começou uma recuperação tímida”, afirma o presidente executivo da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), José Velloso.

Para o executivo o emprego também está reagindo e as fábricas devem contabilizar 15 mil a 20 mil novas vagas este ano.

“Por tudo o que ocorreu em 2019, o resultado foi positivo”, afirma o presidente executivo da Associação Brasileira da Indústria de Calçados (Abicalçados), Haroldo Ferreira. O aumento da mão de obra no segmento deve ficar em torno de 2% – em 2018 eram 271 mil empregados -, em linha com a alta prevista na produção. Para este ano ele espera novo crescimento de até 2,5% nos dois indicadores.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.