Ibovespa: o que vem causando a queda acumulada de 11.31% em 2021?

Daiane Souza
por
-
02-11-2021 10:13:37
em Economia, Negócios e Política
Ibovespa: o que vem causando a queda acumulada de 11.31% em 2021?




Na última segunda-feira (01), o Ibovespa terminou em alta de 1,98%, acentuando uma parte da queda acumulada dos últimos meses, que chega a 11,31%. No acumulado das últimas 52 semanas, com o histórico de novembro de 2020 até 2021, ainda contam com uma leve valorização que chega a 12,3%. O motivo da nova valorização nesta semana é ocasionado pelo aumento da taxa de juros básicos, a Selic, que saiu para 7,7% ao ano após a reunião que foi realizada pela COPOM

Dessa forma, os investidores voltam a ver no Brasil um cenário positivo para aplicações monetárias: a alta dos juros pode, enfim, diminuir os índices de IPCA que estão acumulados em 10,2% e, assim sendo, ocasionar em uma leve desvalorização do dólar perante o real.

Atualmente, a moeda norte-americana atua com uma alta de 0,43% a R$ 5,67, o que pode impactar em uma nova onda de aumentos de combustíveis como a gasolina e o diesel. Na cúpula do G20, o presidente da República, Jair Bolsonaro, aborda sobre essa possibilidade e argumenta que um reajuste deve ser realizado pela estatal brasileira, a Petrobras. O acúmulo de altas no ano de 2021 já supera a marca de 50%.

Mín — Máx (Dia)103513 – 106135
Variação (Dia)+1.98%
Variação (Mês)+1.98%
Variação (2021)-11.31%
Variação (52 semanas)+12.34%

Inflação em alta provoca tombo do Ibovespa

Existem vários motivos que podem desencadear o aumento da inflação brasileira. Economistas argumentam que o auxílio emergencial tenha uma parcela de culpa: quanto mais dinheiro está em circulação, maior o preços dos produtos e dos serviços. 

Outra causa, que pode ter ocasionado no aumento expressivo do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado em 10,2%, é sobre a alta do dólar, que fez com que muitos agropecuários vendessem os produtos para o exterior em vez do Brasil.

Logo, os estoques diminuíram no país, ocasionando a entrada em vigor na prática da Lei de Oferta e Procura: quanto menos tem e maior a procura, o preço tende a ser elevado para que somente aqueles que possuem mais condições possam comprar. Por isso, em algumas regiões brasileiras, o arroz teria custado mais de R$ 40 o saco de 5 kg.

Algo parecido aconteceu no Brasil durante a década de 30, quando Getúlio Vargas ordenou que queimassem ou jogassem fora as sacas de café: havia muita produção para uma procura que não era tão elevada quanto. Logo, os preços começaram a cair devido ao excesso de estoque, o que prejudicou a economia. Era necessário pensar em formas de garantir a diminuição do alto estoque para se adequar à procura e haver um reajuste de valores.

A alta da inflação mostra instabilidade econômica. Por isso, tende a fazer com que o número de operações que são realizadas dentro da Bolsa de Valores brasileira tenha uma diminuição expressiva. 

Taxa Selic entra como uma esperança para o Ibovespa

A alta da taxa Selic entra como uma esperança para estabilizar o Ibovespa, assim como a privatização de algumas estatais como a Petrobras, que atualmente é liderada por Luna e Silva. Após o presidente da República, Jair Bolsonaro, abordar sobre a possibilidade de privatizar, a bolsa subiu em mais de 2%. João Dória, governador do estado de São Paulo, também conta com os mesmos objetivos. 

Para o ano de 2021, é estimado que a taxa Selic termine em 8,5%. Mas, para o ano de 2022, os juros continuarão aumentando até a faixa de 10% para que somente depois disso voltem a apresentar variações e quedas. 

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Daiane Souza
Em formação em jornalismo pela Uniasselvi. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral. Atualmente, trabalha como redatora da agência jornalística Visão Confiável (http://visaoconfiavel.com/).