Governo de Santa Catarina inicia projeto para investir e realizar obras em ferrovias do estado

Roberta Souza
por
-
06-08-2021 14:57:52
em Economia, Negócios e Política
Ferrovias – obras – Santa Catarina Ferrovia/ Fonte: Veículos da Hora

Além dos projetos das ferrovias, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés determina ainda o início de outros projetos de infraestrutura e energia

Ontem, quinta-feira (05/08), o governo de Santa Catarina determinou o início dos projetos de infraestrutura e energia nas regiões do Meio-Oeste, Oeste e Extremo-Oeste, com intenção de melhor conectar as regiões do estado. As propostas contemplam um projeto de corredor ferroviário estadual e a expansão da rede de gás natural canalizado, além da intensificação dos investimentos em projetos e obras para melhorar a malha ferroviária. Confira ainda esta notícia: Obras da Ferrovia Transnordestina irão até o Porto do Pecém, deixando em segundo plano o ramal para o Porto de Suape, em Pernambuco

Projetos para investir e melhorar as ferrovias do estado

Com foco no desenvolvimento de regiões como o Meio-Oeste, Oeste e Extremo Oeste, o governador Carlos Moisés determinou o início de projetos de infraestrutura e energia para fortalecer a integração entre toda Santa Catarina.

O governador de Santa Catarina diz que o estado hoje tem uma condição de investimentos inédita em sua história. “Graças aos esforços de todos, com redução de despesas, revisão de contratos e enxugamento da máquina, hoje temos recursos próprios, capacidade de planejamento de médio e longo prazo e nome limpo para obter crédito”, relata o governador. “É hora de transformar todo esse trabalho de gestão em ações e resultados para os catarinenses. O melhor para Santa Catarina está por vir”, concluí Carlos.

Além dos aportes na malha ferroviária, o estado tem projetos nas rodovias estaduais

Na reunião, além dos projetos nas ferrovias, também foram discutidos os investimentos estaduais nas BRs-163, 470 e 280. Há dois meses, o Governo do estado de Sapropôs, com aprovação da Assembleia Legislativa, um aporte de R$ 350 milhões para acelerar as obras nessas rodovias federais. Pela proposta, os investimentos se concentram nos trechos considerados prioritários pelas lideranças regionais, como os lotes 1 e 2 da BR-470, para os quais estão previstos R$ 200 milhões.

A assinatura do convênio agora depende apenas do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), órgão do Ministério da Infraestrutura. O governador decidiu aguardar até a audiência marcada para o dia 17 de agosto, na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado, para definir os próximos encaminhamentos.

Veja ainda: Mato Grosso lança edital para construção de mais de 700 km de nova ferrovia. Cerca de R$ 12 bilhões serão investidos e 200 mil empregos poderão ser abertos nas obras

O governo do estado do Mato Grosso anunciou um chamamento público para a construção de ferrovia estadual para ligar a capital Cuiabá aos municípios de Rondonópolis, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, cidades do interior do estado. O traçado do projeto tem 730 km, um investimento estimado em R$ 12 bilhões com 45 anos de operação e pode gerar cerca de 235 mil novos empregos ao estado.

A nova ferrovia que vai interligar Cuiabá a Rondonópolis, bem como Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, além de se conectar com a malha ferroviária nacional, terá um investimento de R$ 12 bilhões. Segundo o estado do Mato Grosso, o investimento vai gerar mais de 235 mil empregos, além de potencializar a economia.

O início da obra será depois de 6 meses da apresentação do licenciamento ambiental, que ficará a cargo em parte pelo governo de Mato Grosso e a outra parte pela empresa que vencer o chamamento público da ferrovia. As obras devem ter início no final de 2022.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe