Exportações no Porto do Rio de Janeiro crescem: Ferro gusa e trigo são destaques nas movimentações

Paulo Nogueira
por
-
20-07-2020 11:07:48
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
CDRJ Porto do Rio de Janeiro Exportações Ferro Trigo Porto do Rio de Janeiro – Fonte: CDRJ

Foi registrado uma alta de 7,2% em movimentações no primeiro semestre de 2020 no Porto do Rio de Janeiro. Números acima da expectativa, apesar da recessão econômica

3,747 milhões de toneladas, essa foi a marca atingida pelo Porto do Rio de Janeiro, de acordo com a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) em relatório divulgado a imprensa nesta segunda-feira(20). Foi registrada uma marca de 250 mil toneladas, uma alta de 7,2% em relação ao primeiro semestre de 2019. Vale ressaltar que o Porto está completando 110 anos de existência hoje.

Movimentações de Ferro Gusa e trigo contribuíram para esta marca no Porto

De acordo com o relatório, o ferro gusa obteve um volume de exportações na ordem de 867 mil toneladas, representando um crescimento de 54,5% ao primeiro semestre de 2019.

O trigo também teve grande destaque nestes números, já que o Terminal de Trigo do Rio de Janeiro (TTRJ), incorporado ao Porto, entrou em operação este ano e movimentou cerca de 204 mil toneladas do grão.

O diretor-presidente da CDRJ, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, enfatiza que, “mesmo com os impactos econômicos gerados pela pandemia, o Porto do Rio de Janeiro conseguiu apresentar um resultado positivo no 1º semestre de 2020”. E as perspectivas são boas, segundo ele: “Na projeção de movimentação de cargas para o 2º semestre de 2020, esperamos manter o bom desempenho observado na primeira metade do ano”.

O coronavírus restringiu, mas não interrompeu as operações no Porto do Rio de Janeiro

A Superintendências de Gestão Portuária dos Portos, de Meio Ambiente e da Guarda Portuária juntaram esforços no início da restrições causadas pela coronavírus. Além da CDRJ e das empresas arrendatárias, o Órgão Gestor de Mão de Obra (OGMO) teve o mesmo cuidado com os trabalhadores portuários avulsos (TPAs) escalados no complexo. Entenda mais sobre os detalhes desta força tarefa aqui.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.