Estudos realizados comprovam que fontes renováveis, como energia solar e eólica, são mais baratas do que se pensava

energia, renováveis, energia solar, energia eólica

Fontes de energia renovável – energia eólica e energia solar

O governo britânico revisou números e concluiu que o preço da energia proveniente de recursos renováveis, como exemplo energia solar e eólica, ​​é quase 50% inferior ao preço originalmente calculado

As energias provenientes de fontes renováveis já são muito competitiva no mercado. Aliás, este ano é considerado pelo setor um marco na virada de preços, ou seja, a geração de energia limpa ficou igual ou mais barata que a energia proveniente de combustíveis fósseis. O governo do Reino Unido emitiu um relatório que oferece uma nova perspectiva para essa conta. Ao considerar o custo da eletricidade “normalizado”, o preço da energia solar e energia eólica é muito mais barato do que se imaginava, durante a vida útil de uma usina.

ANÚNCIO

Veja ainda outras notícias:

O relatório da pesquisa foi realizado pelo Ministério de Estratégia Industrial e Comércio (BEIS), que faz previsões regulares sobre o assunto. O custo da energia renovável caiu drasticamente, 47% a menos em comparação a quatro anos atrás. Isso significa que, até 2025, os parques eólicos ou usinas solares serão capazes de gerar eletricidade pela metade do custo da energia térmica a gás natural.

Para chegar a essa conclusão, o governo britânico usou uma equação para “padronizar” os custos de energia, levando em consideração o valor médio por megawatt ao longo da vida do projeto. Dessa forma, diferentes recursos podem ser comparados, como recursos renováveis, recursos de gás natural e recursos de energia nuclear.

O custo estimado dos parques eólicos (energia eólica) para iniciar a operação em 2025 é de 46 libras (325,83 reais) por megawatt. Na previsão anterior, esse número era de 65 libras (460,39 reais). Para grandes fazendas solares (energia solar), o custo é um pouco menor: 44 libras hoje, maior do que as 67 libras calculadas anteriormente.

BEIS também fornece estimativas para gás natural e centrais térmicas nucleares. No primeiro caso, o melhor resultado foi de 85 libras e, no segundo caso, de 102 libras por megawatt. Esses números são atualizados com base na taxa de inflação e na publicação britânica de energia limpa Carbon Brief.

Essa estimativa é importante para que o governo planeje a futura matriz energética. Obviamente, a melhor alternativa hoje é expandir a oferta por meio da energia solar e energia eólica. Antonio Bastos Filho, presidente da Omega Geração, a maior operadora de parques eólicos do Brasil, diz que “O Brasil leva ainda mais vantagem por ter uma matriz predominantemente hidráulica e o melhor regime de ventos do mundo”.


⇒ Participe dos nossos grupos do Telegram e fique atento a todas as notícias do mercado de energia, empregos, projetos e outros assuntos microeconômicos do Brasil. Nossas informações sempre são direto das fontes e atualizadas. Acesse o Nosso Telegram aqui.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos