Empresa portuguesa CEiiA, em parceria com a brasileira Desaer, projetam fábrica de aviões e geração de 1.200 vagas de emprego

Roberta Souza
por
-
25-09-2020 19:44:04
em Indústria e Construção Civil
empregos, fábrica, aviões Projeto do ATL-100

Em Portugal, a empresa CEiiA e a Desaer, vão lançar ATL-100 e projetam uma nova fábrica de aviões e geração de 1.200 empregos

A empresa portuguesa CEiiA, juntamente com a brasileira DESAER – empresa brasileira especializada no desenvolvimento de aeronaves, lançam hoje o Programa ATL-100 em Évora, localizado em Portugal. Oprograma tem por objetivo a criação de uma nova fábrica de aviões e na geração de 1.200 empregos diretos, em Alentejo.

Veja ainda outras notícias:

O ATL-100 advém do empreendimento conjunto entre o CEiiA e a DESAER. Segundo o centro de engenharia português, o objetivo do projeto é “O desenvolvimento e industrialização de uma aeronave ligeira de nova geração para um mercado de curtas distâncias, multi-configurável para maior flexibilidade na logística de passageiros e mercadorias, desenhada para menores custos operacionais e maior sustentabilidade, prevendo a evolução para plataforma neutra em carbono”. 

Miguel Braga, da direção do CEiiA, disse que “Com este programa, queremos reforçar de forma definitiva aquele que é o polo aeronáutico nacional em Évora, com o desenvolvimento de um programa completo e inovador que nos permite criar um novo integrador a partir de Portugal, para a industrialização e operação de aeronaves de nova geração”.

O ATL-100 terá uma capacidade de carga de até 2,5 toneladas e uma capacidade de 19 passageiros.

O acionista da DESAER, Roberto Figueiredo fala que “Esta parceria, que agrega competências complementares do setor aeroespacial de Portugal e do Brasil, além de ser um importante projeto de inovação tecnológica e de criação de empregos em ambos os países, assume ainda mais relevância num contexto de crise do setor provocado pela pandemia Covid-19”.

Este é o primeiro programa completo de aviação envolvendo o desenvolvimento, industrialização e operação de uma nova geração de aeronaves em Portugal. O lançamento oficial do plano contará com a presença do Ministro da Coesão Social e do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

O projeto de aviação tem um plano de desenvolvimento de cinco anos. A previsão é que participem mais de 30 empresas nacionais e internacionais e universidades relacionadas a programas como o MIT. Estima-se que o programa ATL-100 gere 1.200 empregos diretos na região de Alentejo em Portugal.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos