Empresa desenvolve carro elétrico voador que utiliza propulsão fluídica e dispensa o uso de hélices

Valdemar Medeiros
por
-
10-08-2021 11:35:45
em Logística e Transporte
carro elétrico voador - hélices - carro voador - Jetoptera J-2000 | Divulgação

Com uma ideia inovadora, a empresa Jetoptera está desenvolvendo um carro elétrico voador que não utiliza hélices e voa com o uso de propulsão fluídica

A Jetoptera está no processo de desenvolvimento de um carro elétrico capaz de voar sem hélices, utilizando apenas a propulsão fluídica. A empresa estima lançar o carro voador dentro de dois anos e tem como principal objetivo disponibilizar um taxi aéreo elétrico. O projeto recebeu o nome de J-2000 e é um veículo do tipo VTOL, aeronaves de decolagem e pouso verticais, que possui um custo mais barato que um helicóptero.

Leia também

Entenda como funciona o sistema de propulsão do carro voador sem hélices

Como funciona o sistema de propulsão sem lâmina de Jetoptera

O sistema de propulsão do carro elétrico voador da Jetoptera é diferente de outras empresas, se tornando uma característica única da empresa. Muito semelhante com os ventiladores sem pás popularizados, não há hélices giratórias nos sistemas de propulsão fluídica da Jetoptera. Claro que existem outras laminas giratórias em outras partes do sistema do carro voador e ambos necessitam da passagem de fluídos para pegar um fluxo pequeno de ar comprimido e usá-lo para sugar um volume de ar ambiente ainda maior e em alta velocidade.

O ar é forçado para trás sobre uma superfície que possui formato de asa ao redor de um anel, onde é desenvolvido uma espécie de pressão negativa que dá ao carro voador a sua sustentação. Além disso, o diferencial de pressão é neutralizado em zonas de pressão negativa iguais ao redor do anel, resultando em um vórtice de baixa pressão no centro do anel.

Benefícios do carro elétrico voador sem hélices  

De acordo com a empresa, este tipo de sistema melhora a eficiência da propulsão em 10%, e ainda reduz o consumo de combustível em 50% se comparado com pequenos turbojatos. O sistema de propulsão, se comparado com turbofans ou turboélices é 30% mais leve e também muito menos complexo.

A empresa afirma também que por ser leve, é mais fácil de inclinar, permitindo operações de içamento e flutuação VTOL, bem como um voo de cruzeiro rápido para frente. Além disso, diferente de qualquer outro tipo de sistema de propulsão de carros elétricos voadores existentes no mercado, não necessita de um formato circular. Além de todos esses benefícios, o carro elétrico sem hélices da empresa possui um dos sistemas mais silenciosos dos céus.

A empresa subcontratou a Paragrine Systems para realizar testes de ruído como parte de uma pesquisa financiada pelo DoD dos EUA. O teste constatou que o sistema de propulsão chega em 15 dBA mais baixo do que hélices movidas a motor a combustão interna e isso antes de realizar qualquer tratamento acústico, que segundo a empresa, podem reduzir os reduzidos em até 25 dBA.

Jetoptera planeja uma família baseada no carro elétrico voador

O carro voador, J-2000, recebeu esse nome devido ao seu peso máximo de decolagem que é de 2.000 lb (907 kg), e a empresa já visa uma família inteira de carros voadores do tipo, com base no projeto. Incluindo versões de alta velocidade, para atingir cerca de 644 km/h com autonomia de 644 km. Além disso também criará um modelo de carro voador com uma autonomia de 1930km com uma velocidade de 322 km/h.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe