Início Empresa de energia abre licitação para a criação de 4 projetos de usinas fotovoltaicas flutuantes no estado de São Paulo

Empresa de energia abre licitação para a criação de 4 projetos de usinas fotovoltaicas flutuantes no estado de São Paulo

10 de outubro de 2020 às 09:46
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Energia - usinas - fotovoltaicas - SP
Modelo de usina fotovoltaica flutuante

O fornecedor de energia do estado de São Paulo busca propostas para quatro projetos de usinas fotovoltaicas flutuantes, de 1 MW a 30 MW.

A Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE), fornecedora de energia para o estado de São Paulo, lançou uma licitação para a implantação de quatro projetos fotovoltaicos flutuantes em escala pública.

Leia também

Em busca de propostas para novas usinas de energia

As matrizes serão construídas no maior reservatório de água do estado, que abriga uma hidrelétrica de 880 MW. A usina fornece eletricidade para cerca de 1,8 milhão de pessoas e também é usada para pesca e natação. A EMAE busca propostas para projetos de 1 MW a 30 MW. As instalações venderão energia tanto no mercado regulado quanto no livre, disse a empresa.

Um projeto piloto que já foi desenvolvido na barragem demonstrou a viabilidade de projetos flutuantes no local escolhido, disse a EMAE. Os desenvolvedores interessados têm até 9 de dezembro para enviar suas propostas.

Vantagens da usina flutuante

O Brasil hospeda outra usina solar flutuante de 1 MW na Barragem de Sobradinho, uma usina hidrelétrica de 175 MW no rio São Francisco em Sobradinho, no estado da Bahia.

O projeto, que será expandido para 5 MW, foi lançado pela empresa em 2016. A Chesf também instalou um painel fotovoltaico flutuante piloto na Barragem de Balbina , uma usina hidrelétrica e usina de energia no rio Uatuma, na floresta amazônica.

O PV flutuante oferece vantagens particulares no Brasil, pois os módulos PV e as estruturas de montagem flutuantes podem ajudar a reduzir a evaporação de reservatórios de água já desafiadores. Eles também podem aumentar o fornecimento de eletricidade durante as secas.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes