Início Dia das Mulheres: Escola de eletricistas da Neoenergia capacita mulheres e estimula a inserção do púbico feminino no setor elétrico

Dia das Mulheres: Escola de eletricistas da Neoenergia capacita mulheres e estimula a inserção do púbico feminino no setor elétrico

8 de março de 2022 às 10:59
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Escola de eletricistas - Neoenergia - Setor eletrico - dias das mulheres - cursos gratuitos
Dia Internacional das mulheres -Neoenergia protagoniza pouyblico feminino – Imagem: Neoenergia/Divulgação

Oferecendo capacitação profissional gratuita para mulheres brasileiras, Escola de eletricistas da Neoenergia abre oportunidades no setor elétrico e contribui para abrir caminho para igualdade de gênero

Atuar pela igualdade de gênero é um compromisso da Neoenergia, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento sustentável. A Escola de Eletricistas, iniciativa que promove capacitação gratuita para moradores das áreas de concessão da companhia, é uma das ferramentas para estimular o crescimento do número de mulheres no setor elétrico, em uma profissão majoritariamente ocupada por homens.

Artigos relacionados

“Estimular a presença de mulheres em uma atividade ainda vista como masculina não só amplia a oportunidade no mercado de trabalho, como também apoia a constante busca pela equidade entre gêneros. A igualdade de oportunidades, além de ser um direito primordial, é também um dos fundamentos essenciais para construirmos um mundo mais próspero e justo a todos”, afirma a superintendente de Desenvolvimento Organizacional da Neoenergia, Régia Barbosa.

Mais de 300 mulheres formadas pela Neoenergia

Escola de Eletricistas COELBA SENAI Turma Camaçari, Bahia – Reprodução/Youtube

Desde 2017, foram formadas 384 mulheres pela Escola de Eletricistas em turmas mistas e exclusivas para mulheres – estas, promovidas pela Neoenergia Coelba (BA) e pela Neoenergia Pernambuco (PE) em uma iniciativa que foi reconhecida como exemplo global de um dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, na sigla em inglês) pelo WeEmpower, programa da ONU Mulheres junto à Organização Internacional do Trabalho (OIT) e à União Europeia para estimular boas práticas das empresas. Ao todo, 268 dessas alunas foram contratadas, com os mesmos salários e benefícios que os homens.

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

Joyce Marques, de 24 anos, entrou na Escola de Eletricistas em 2016, quando tinha 18 anos. Hoje, atua nas equipes de prontidão da Neoenergia Pernambuco. Já consegue perceber uma mudança no cenário, agora, para ela, mais favorável para as mulheres.

“A integração na empresa faz com que você se sinta mais à vontade, facilita todo o processo. Vejo que mudou até o local do trabalho, com um vestiário maior para mulheres”, relata. “A atuação das mulheres já é muito natural na empresa. O ideal é mostrar que todas as mulheres podem estar onde quiserem. Antes, era uma área masculina e hoje não, temos mulheres eletricistas de linha viva, na transmissão. Aos poucos, estamos conseguindo mostrar que podemos atuar em áreas que muitas pessoas nunca esperaram”.

Mais de 50 mulheres em formação pela Escola de Eletricistas da Neoenergia e preparadas para atuar no setor eletrico em 2022

Mais 54 mulheres estão em formação em 14 turmas iniciadas em 2022, distribuídas em quatro estados e no Distrito Federal. Além de Bahia e Pernambuco, promovem a iniciativa Neoenergia Cosern (RN), Neoenergia Elektro (SP) e Neoenergia Brasília (DF). A companhia vem atuando para ampliar cada vez mais a participação de mulheres no projeto. Um exemplo é de uma das turmas que estão em andamento em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Distrito Federal, onde a participação de mulheres chega a 58%. Em Mossoró e Natal, no Rio Grande do Norte, os percentuais são de 42% e 33%, respectivamente.

Thawanny Souza Gomes, de 28 anos, é uma das alunas beneficiadas pela iniciativa na Neoenergia Brasília este ano. Para ela, que está em formação, a iniciativa é não só uma forma de oferecer oportunidade de capacitação e emprego, mas também de contribuir para a igualdade de gênero. “A Escola de Eletricistas gera o interesse das mulheres nessa área. Mulheres veem mulheres fazendo e se enxergam capazes de executar a tarefa. É um incentivo para a mulher ver que o setor não é exclusivamente para homens”, opina.

“Acho importante inclusive pela questão do empoderamento da mulher”, concorda Clécia Maria Bezerra dos Santos, 34, aluna formada na iniciativa da Neoenergia Cosern em fevereiro. “Algumas pessoas chegam a rir, mas nunca baixei a cabeça para isso, muita gente ainda acha que mulheres não podem ser eletricistas, cada etapa vencida foi uma grande conquista. Quero começar a trabalhar, crescer e fazer outros cursos”.

Sobre a Neoenergia

Companhia de capital aberto com ações (NEOE3) negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Parte do grupo espanhol Iberdrola, a empresa atua no Brasil desde 1997, sendo atualmente uma das líderes do setor elétrico do país. Presente em 18 estados e no Distrito Federal, seus negócios estão divididos nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização.

As suas distribuidoras [Neoenergia Coelba (BA), Neoenergia Pernambuco (PE), Neoenergia Cosern (RN), Neoenergia Elektro (SP/MS) e Neoenergia Brasília (DF)] atendem a mais de 15 milhões de clientes, o equivalente a uma população superior a 37 milhões de pessoas.

A Neoenergia possui 4 GW de capacidade instalada em geração, sendo 88% de energia renovável, e está implementando mais 0,7 GW com a construção de novos parques eólicos. Em transmissão, são 2,3 mil km de linhas em operação e 4,3 mil km em construção. Por meio do Instituto Neoenergia, fomenta o desenvolvimento sustentável a partir de ações socioambientais e, assim, contribui para a melhoria da qualidade de vida das comunidades onde a empresa atua, sobretudo de pessoas mais vulneráveis, visando sempre pelo desenvolvimento sustentável.

A companhia é a primeira empresa no país a patrocinar exclusivamente a Seleção Brasileira de Futebol Feminino, dando nome à competição nacional, que passa a se chamar Brasileirão Feminino Neoenergia. Desde janeiro de 2021, integra a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 – Brasil, Bolsa, Balcão – que reúne companhias que possuem as melhores práticas de governança e sustentabilidade corporativa.

Relacionados
Mais recentes