Início CSN autoriza aquisição da empresa de energia de Chapecó pela CSN Mineração

CSN autoriza aquisição da empresa de energia de Chapecó pela CSN Mineração

27 de julho de 2022 às 12:37
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Foto: reprodução www.pexels.com

A CSN e a CSN Mineração fizeram um acordo de transferência de todos os direitos para a compra da Companhia de Energia de Chapecó

O acordo feito pela CSN e CSN Mineração foi realizado no começo do atual mês julho, em parceria com a CSN Energia, o fundo Astra Infraestrutura e a BMPI, no valor R$ 427,5 milhões.

Com isso, a CSN Mineração irá assumir a posição de contrato da CSN para a aquisição da empresa de energia de Chapecó. Tanto a cessão quanto a transferência supramencionada vão contar com as aprovações societárias exigidas para tal transferência.

Artigos recomendados

A compra da companhia de energia de Chapecó pela CSN Mineração tem a finalidade de expandir os negócios da empresa mineradora

A compra pela divisão de mineração da CSN da Usina de energia de Quebra-Queixo, com uma capacidade instalada de 120MW , tem como objetivo suportar e também fortalecer a estratégia de expansão dos negócios da CSN mineração, por meio de investimentos em energia renovável e autoprodução  de energia para uma maior competitividade, declarou a empresa.

Os últimos trâmites feitos pelas empresas, que já consideram a CSN Mineração como compradora da companhia de energia de Chapecó, permanecem sujeitos, dentre outras condições suspensivas, à aprovação por parte das autoridades do governo concorrenciais e regulatórias.

Sobre a CSN Mineração

A CSN Mineração S.A. é a segunda maior empresa exportadora de minério de ferro do Brasil e está entre as cinco companhias mais competitivas no mercado transoceânico, por isso, a empresa planejou a aquisição da companhia de energia de Chapecó, para aumentar ainda mais a competitividade de mercado.

Com todas as suas reservas certificadas, a empresa possui dentre seus ativos as minas de Casa de Pedra e do Engenho, o complexo de beneficiamento do Pires, possui participação na ferrovia MRS e terminal cativo para exportação de minério de ferro no Porto de Itaguaí (TECAR).

A sua operação integrada e os seus ativos de elevado valor permitem que a CSN Mineração seja uma das companhias mineradoras mais eficientes do setor, com um posicionamento de destaque em custo e qualidade.

A empresa foi consolidada no ano de 2015 a partir da junção dos ativos de mineração da CSN e Namisa, sendo dividida entre a CSN (87,52%) e um consórcio composto por grandes siderúrgicas asiáticas (12,48%).

A CSN Mineração mostrou excelentes resultados de operação em 2020, concluindo no último dia 18 de fevereiro sua oferta pública inicial (IPO) na B3, estando entre os 10 maiores IPOs da história da bolsa brasileira em volume.

Sustentabilidade de CSN Mineração

A Política de Sustentabilidade da CSN Mineração determina inúmeras práticas alinhadas à Políticas Corporativas de Saúde, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente.

O material designa alguns critérios de conduta que fortalecem o compromisso dos colaboradores e das empresas terceirizadas com a performance de segurança do trabalho, meio ambiente e qualidade da empresa.

Mina de Casa de Pedra, um dos ativos da CSN Mineração, é uma das mineradoras mais antigas do Brasil

A mineradora de ferro mais antiga em operação no Brasil, Casa de Pedra possui mais de 6 bilhões de toneladas em recursos e 3 bilhões de toneladas em reservas.

O minério da Casa de Pedra é lavrado em quatro corpos e segue para beneficiamento na Planta Central ou nas Plantas Móveis, que estão localizadas próximas às áreas de extração.

A mineradora tem, atualmente, uma capacidade para a produção de 30 milhões de toneladas por ano de minério de ferro. Os produtos resultantes do processo de beneficiamento são: granulado, sinter feed e pellet feed.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes