Início SENAI está ofertando cursos para qualificação profissional de trabalhadores do setor de mineração em Minas Gerais

SENAI está ofertando cursos para qualificação profissional de trabalhadores do setor de mineração em Minas Gerais

26 de julho de 2022 às 23:23
Compartilhe
Siga-nos no Google News
SENAI, cursos, mineração, Minas Gerais
Foto: reprodução pixabay.com

Com a produção de minério em expansão, mas com um déficit de mão de obra especializada, o SENAI está oferecendo cursos para a capacitação dos trabalhadores de mineração em Minas Gerais

Visando à alta demanda do setor de mineração, o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), através das suas unidades distribuídas por Minas Gerais, está promovendo a qualificação profissional dos trabalhadores de empresas mineradoras, por meio do oferecimento de cursos de iniciação profissional e básica e aperfeiçoamento profissional.

Com essa oferta de cursos, muitas pessoas buscam o SENAI a fim de se especializarem e encontrarem um emprego na área de formação, como fez Kenia Mara de Oliveira, entre os anos de 2019 e 2021, concluindo o curso técnico em mineração na unidade do SENAI de Nova Lima, Minas Gerais.

Artigos recomendados

Atualmente, ela atua na área de perfuração e desmonte de rochas na mineradora Vale. “O SENAI é uma instituição muito comprometida com o mercado, oferecendo cursos para auxiliar os profissionais de diversas áreas. Com a minha formação em técnico em mineração, as portas se abriram para que hoje eu consiga liderar uma equipe e ser melhor recompensada em meu trabalho”, declara Kenia.

Oferta dos cursos do SENAI se deu pela alta demanda de mão de obra especializada

A oferta dos cursos do SENAI leva em consideração a alta demanda regional levantada junto às empresas integrantes do sistema, ou seja, as empresas da área de mineração, de forma que a formação profissional esteja andando junto com a que o mercado exige. “O SENAI nos ajuda muito, pois temos toda a noção prática do processo de mineração”, diz Kenia.

O setor de mineração em Minas Gerais e no Brasil

O setor de mineração nacional, forte desde o período colonial, faturou cerca de R$ 339 bilhões em 2021, uma alta de 62% se comparado aos R$ 209 bilhões registrados no ano de 2020, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram).

Foi desenvolvido aproximadamente 1,150 bilhão de toneladas de minério no Brasil durante o ano de 2021, sendo esse número 7% maior em relação ao ano de 2020, quando foram somados 1,073 bilhão de toneladas, advindas de atividades de mineração.

Esse aumento na produção de minério está relacionado com o estado que carrega a importância da mineração no nome: Minas Gerais, um dos maiores estados produtores de minério do Brasil, ficando pareado somente com o Pará.

Conforme dados do Ibram, Minas Gerais foi o estado responsável por 42% do faturamento global da indústria da mineração brasileira em 2021, alcançando o faturamento de R$ 143 bilhões.

Mesmo com produção e faturamento altos no setor de mineração, Minas Gerais necessita de mão de obra especializada para atuar no mercado

Mesmo com a alta produção e faturamento no setor de mineração, a mão de obra qualificada disponível no estado não é suficiente para a atual demanda do mercado. É o que informa o Sindicato das Indústrias Extrativas de Minas Gerais (Sindiextra).

“O setor tem encontrado dificuldade para a contratação de mão de obra qualificada, especialmente no nível técnico. Desde o início da pandemia, existiu uma ascensão do mercado de commodities, o que favoreceu o setor mineral brasileiro. Esse aquecimento acabou se traduzindo em uma escassez de mão de obra, informa o Sindiextra.

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) fez em 2020 uma pesquisa acerca do perfil dos trabalhadores do setor mineral de Minas Gerais e, também, o panorama do mercado de trabalho para esses profissionais.

Segundo esse levantamento, cerca de 1.612 empresas ligadas ao setor extrativo de minério eram responsáveis por empregar 64.898 trabalhadores naquele ano.

Os três setores que mais tiveram postos de trabalho ocupados foram:

• Extração de Minério de Ferro

• Extração de Pedra, Areia e Argila

• Extração de Minerais Metálicos Não Ferrosos

Ainda conforme o estudo do MTE, da soma dos funcionários ligados ao setor de mineração, a maior parte (38%) era formada por profissionais com idades entre 30 e 39 anos e apenas 59,7% deles tinham ensino médio completo.

É por conta dessa alta demanda de profissionais na área de mineração que o SENAI está ofertando os cursos para a qualificação profissional do mercado mineral de Minas Gerais, visando formar trabalhadores capacitados para atuarem em quaisquer áreas exigidas pelo mercado de trabalho.

Informações sobre os cursos ofertados pelo SENAI

Para saber mais sobre os cursos de qualificação profissional em mineração no SENAI, basta clicar aqui para ser redirecionado para o site.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes