Corsan vai investir R$ 4 milhões em uma usina híbrida para gerar energia limpa e renovável no RS

Valdemar Medeiros
por
-
06-01-2022 12:38:13
em Energia Renovável
RS - Corsan - usina hibrida - energia renovável - energia limpa - investimento No tal serão investidos 4,7 milhões no empreendimento: Foto – Corsan/Divulgação




A Corsan, ao lado do Instituto Liberato Salzano, planeja investir R$ 4 milhões na construção de uma usina híbrida para produzir energia renovável no RS. A usina de energia limpa produzirá 400 kW

Após vários estudos ao lado do Instituto Liberato Salzano para encontrar um melhor aproveitamento de recursos naturais para gerar energia renovável, a Companhia Rio-grandense de Saneamento (Corsan) investirá R$ 4 milhões em uma usina híbrida para gerar energia limpa na barragem Rodolfo Costa e Silva, que é conhecida popularmente como barragem Val de Serra, responsável por fornecer 75% da água que abastece Santa Maria.

Leia também

Usina híbrida da Corsan produzirá 400 kW de energia limpa

Nos próximos meses, serão implementadas 675 placas de energia solar fotovoltaica, totalizando uma área de 2.8 mil m², o que equivale a meio campo de futebol. Estes painéis serão capazes de gerar uma potência de 300 kW de energia renovável. Também está prevista a instalação de uma turbina que utilizará a correnteza hídrica da barragem para gerar energia limpa. Esta turbina será capaz de produzir 100 kW.

Segundo o superintendente regional da Corsan em Santa Maria, José Eptein, de todo o valor que será investido na usina do RS, R$ 2.4 milhões serão abatidos em incentivos fiscais, diminuindo o custo da Corsan para R$ 1.4 milhão.

Com a energia renovável gerada, será possível suprir 20% de toda a demanda de energia consumida pela companhia para tratar esgoto e água em Santa Maria (RS). A estimativa é que a usina no RS comece a gerar energia renovável ainda no primeiro semestre deste ano.

Usina híbrida da Corsan ficará sobre a água e terá uma eficiência maior na produção de energia limpa

De acordo com o superintendente, por se tratar de um projeto com o uso de painéis solares fotovoltaicos sobre a água, ele gera de 10% a 15% a mais de energia renovável do que projetos fotovoltaicos tradicionais, pois a água contribui com o resfriamento dos painéis, fazendo com que a geração de energia tenha um maior rendimento.

O que acontece é que, com o calor excessivo, os painéis de energia solar fotovoltaica acabam perdendo sua eficiência. Sendo assim, em diversos locais do mundo, as empresas estão optando por construir usinas solares flutuantes, sobre lagos e represas. As usinas, assim como a do RS, ficam em uma estrutura que flutua sobre a água.

Saiba mais sobre a Companhia Riograndense de Saneamento

A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) é uma sociedade econômica mista, que possui sua sede em Porto Alegre e foi instalada em 1966. A empresa visa ser reconhecida pela universalização dos serviços de abastecimento, por atender 70% da população urbana utilizando o sistema de esgotamento sanitário, pela excelência de seus serviços e produtos, e também pelo fortalecimento de novos negócios até a próxima década.

A empresa busca sempre atuar com: Sustentabilidade, Gestão Compartilhada, Transparência, Ética, Valorização das Pessoas, Segurança. Responsabilidade Social e Corporativa, Produtividade, Integração entre as áreas e Eficiência.

A companhia leva a prestação de serviços de excelência em saneamento básico nos segmentos em que está presente como missão, cumprindo o seu papel social, econômico e ambiental, gerando valor às partes interessadas.  

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.