Com aporte inicial de R$ 180 milhões, termelétrica da Imetame na Bahia será a primeira UTE carbono neutro do Brasil

Roberta Souza
por
-
04-05-2021 21:17:11
em Refinaria e Termoelétrica
Termelétrica - Imetame - Bahia Área da Termelétrica Prosperidade I/ Fonte: Imetame

A nova usina termelétrica da Imetame UTE Prosperidade III, localizada em Camaçari na Bahia, será 100% movida a gás natural

Dona da UTE Prosperidade III, a Imetame terá a primeira usina termelétrica carbono neutro do Brasil. Com 50 MW, localizada em Camaçari, no estado da Bahia, a termelétrica começará a operar no segundo semestre do ano que vem e receberá aporte inicial de R$ 180 milhões.

A termelétrica da Imetame

A termelétrica localizada em Camaçari, na Bahia, será construída pela Imetame e contará com uma estrutura 100% movida a gás natural. Inicialmente, a termelétrica seria de biomassa de eucalipto no estado de Minas Gerais, porém o projeto teria por base outro empreendedor, que acabou deixando o projeto.

A empresa Mercurio Partners viabilizou a primeira termelétrica a gás natural a zerar emissões de carbono no país e originou a oportunidade para o projeto, inicialmente desenhado para ser uma usina a biomassa. A empresa conduzirá o processo de adequação para manter a UTE a gás natural dentro da regulação vigente.

Mudança de biomassa para gás natural na UTE da Imetame, na Bahia

Alexandre Americano, diretor da Mercurio Partners, diz que a mudança seria um pouco complexa, pois mudaria diversas características técnicas do projeto que seria instalado em Minas Gerais. O diretor ressalta que mudava de caldeira para rotor, de combustível e de localização, o que demandou conversas com a ANP e a ANEEL, além da EPE.

Nas conversas com a Empresa de Pesquisa Energética, grande questionamento surgiu sobre a mudança de combustível na termelétrica, já que o novo não poderia ter desempenho ambiental pior do que o anterior, se a queima do gás natural era pior que a queima da biomassa. Com isso, foi apresentado um plano de compensação de gases do efeito estufa, seguindo o órgão a metodologia do GHG Protocol.

Segundo o diretor da Mercurio Partners, o grande desafio do projeto foi definir a forma de cálculo das toneladas de compensação, pois isso nunca havia sido feito antes. Inicialmente, esse aumento é um risco adicional associado à equação da fábrica com relação a esta obrigação. Porém, a usina termelétrica da Imetame na Bahia possui a oportunidade de obter financiamentos mais competitivos e com mais facilidade. Ele ainda ressaltou que essa é uma novidade que atualmente não é procurada apenas por financistas, mas também por potenciais investidores do mercado.

Aportes realizados na termelétrica

A termelétrica será construída em Camaçari, no estado da Bahia, e receberá inicialmente um aporte de R$ 180 milhões para o projeto. A previsão inicial é de que a usina comece a funcionar já no segundo semestre de 2022.

Gilson Pereira, diretor-executivo da Imetame, diz que “a nova usina termelétrica da Bahia será composta de uma combinação de três tipos de usinas, entretanto as outras duas usinas anteriores foram contratadas por meio de leilões de energia. Todos os modelos de usinas utilizados para a ideia do projeto da Imetame fazem parte do modelo chamado “gas-to-wire”, ficando próximas aos poços de gás da Imetame no Recôncavo Baiano”.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos