Chevron compra a Anadarko e mantém foco no Pré-sal

Chevron e Anadarko juntas

Confirmando o seu planejamento de priorizar o Pré-sal, a Chevron compra a Anadarko e aumenta suas participações no Brasil

Mais uma grande fusão de petroleiras acaba de acontecer, a Chevron anunciou nesta sexta-feira (12/4) acordo para adquirir a Anadarko por US$ 33 bilhões.
Vale lembrar que em fevereiro de 2016, a Shell e a BG se fundiram, em uma negociação que levou a Shell a ser a principal sócia da Petrobras no pré-sal.

A negociação já foi aprovada pelos conselhos de administração de ambas as empresas e deverá ser concluída no segundo semestre deste ano, pois ainda falta a aprovação dos órgãos reguladores.
A sede da empresa será mantida em San Ramon na Califórnia (EUA) e o CEO da companhia será o presidente da Chevron, Michael Wirth.

Portfólio atual da Chevron

A Chevron com a operação, ampliou seu portfólio no Brasil, de oito para dez áreas e agora é dona 30% e 33%, que era da Anadarko, nos blocos C-M-101 e C-M-61 (bacia de Campos), respectivamente.

a Chevron possui participação em mais quatro áreas da Bacia de Campos, são elas: C-M-791 (40%), C-M-821 (40%), C-M-823 (40%) e no campo de Papa-Terra (37,5%).
A Petroleira também marca presença na Bacia de Santos, onde possui participações no CE-M-715 (50%), na Bacia do Ceará; no bloco S-M-764 (40%), e nas áreas de partilha Três Marias (30%) e Saturno (50%).

Com a aquisição da Anadarko, a Chevron só confirma seu foco atual que é a exploração dos campos do Pré-sal, e por isso mesmo, se desfez de alguns dos seus ativos.

No final do ano passado a empresa vendeu sua participação de 51,74% de no campo de Frade, para a brasileira PetroRio. O campo de Frade é aquele mesmo que em 2011, aconteceu um vazamento de óleo.
Outra grande venda da Chevron foi de 30% que detinha no campo de Maromba para a BW Offshore, em março deste ano.

Em outra grande fusão, desta vez entre operadoras de sonda, a Ensco e Rowan se juntam e passam a ter 82 Sondas Offshore ! Acesse aqui os detalhes !

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)