Início Chefão da Tesla, a líder global em produção de carros elétricos, descarta arquiteturas de 800 V porque elas não são lucrativas o suficiente: de acordo com Musk, apenas US$ 100 por veículo seriam economizados

Chefão da Tesla, a líder global em produção de carros elétricos, descarta arquiteturas de 800 V porque elas não são lucrativas o suficiente: de acordo com Musk, apenas US$ 100 por veículo seriam economizados

18 de maio de 2022 às 08:26
Compartilhe
Siga-nos no Google News
tesla - kia - hyundai - carros elétricos - Elon Musk
Os carros de Elon Musk – Imagem Motor El País

Elon Musk e Drew Baglino dizem que a arquitetura de 800 volts não está nas cartas dos modelos Tesla existentes. Sua arquitetura de 400 volts, alcança um desempenho de carregamento de pico comparável à arquitetura de 800 volts que Hyundai e Kia.

Tesla, a líder global fabricante de carros elétricos, está considerando usar a arquitetura de 800 volts para o Cybertruck e o Semi, disse Drew Baglino, vice-presidente sênior de engenharia durante a chamada de ganhos do primeiro trimestre na semana passada. Mas a empresa provavelmente não adotará uma arquitetura de 800 volts para modelos existentes.

Sua declaração veio em resposta a pergunta de por que a Tesla não está totalmente integrada com arquitetura de 800 volts quando é o padrão para o Porsche Taycan, Audi e-tron GT, Hyundai Ioniq 5 e Kia EV6. (O novo Lucid Air usa uma arquitetura de 900 volts.)

Artigos recomendados

Assista o video abaixo e confira Elon Musk e a administração da Tesla discutirem os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2022 da Tesla e responderem a perguntas de investidores e analistas

Baglino admitiu que a Tesla está olhando para a arquitetura de 800 volts, mas que não é uma solução mágica para todos os casos de uso. De acordo com Baglino, as vantagens do sistema de 800 volts incluem maior potência de carregamento na mesma amperagem ou cabos menores para a mesma potência de carregamento, mas essas vantagens são “massivamente superadas” pelos custos adicionais associados a essas tensões mais altas.

Baglino disse: “Para os veículos de plataforma menores, como 3 e Y, há algumas vitórias e derrotas com 800 volts. Nem tudo está melhor. E assim, olhamos para essa plataforma, e não estamos, tipo, ignorando a realidade de que você pode ir a uma tensão mais alta, mas não há nada que realmente nos incentive a fazê-lo nessa plataforma.”

Então Elon Musk entrou para acrescentar que passar de 400 para 800 volts poderia economizar à empresa US$ 100 por carro, mas adicionaria custos enormes, já que todos os 33.000 carregadores da rede Tesla Supercharger teriam que ser convertidos para operar em 800 volts se a troca fosse feita. Em outras palavras, mudar de cavalo no meio do caminho pode ser uma ideia ruim — e cara —.

A Tesla, com sua arquitetura de 400 volts, alcança um desempenho de carregamento de pico comparável à arquitetura de 800 volts que Hyundai e Kia usam, mas só pode manter esse nível por um curto período de tempo. Como resultado, o tempo de carregamento é alguns minutos maior.

Baglino acrescentou que vê mais vantagens do que desvantagens para veículos que exigem maior potência de carregamento ou mais torque. “Há um pouco mais de economia real de semicondutores e condutores ao ir para a tensão mais alta. E assim, consideramos isso para Semi e Cybertruck. Mas para a plataforma 3/Y, onde temos tudo funcionando, o benefício é questionavelmente pequeno.”

As observações de Baglino e Musk sugerem que a arquitetura de 800 volts pode ser escolhida para o Cybertruck e Semi, ambos programados para entrar em produção na fábrica da Tesla em Austin relativamente em breve. No entanto, analisando as palavras de ambos os homens, uma boa aposta é que, se aparecer, fará parte do Semi, que provavelmente terá sua própria infraestrutura de carregamento dedicada devido ao tamanho de sua bateria e à necessidade de carregamento de maior potência.

Nada em Muskland é certo até que realmente aconteça, então provavelmente é melhor tomar uma atitude de “esperar para ver” sobre a questão de saber se a Tesla optará por incorporar arquitetura de 800 volts em qualquer um de seus veículos.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes