CELSE recebe licença e entra na fase final de instalação de Termoelétrica

CELSE entra na fase final de instalação de Termoelétrica

Com capacidade para atender o equivalente a 15% da demanda do NE, a termoelétrica deverá entrar em operação comercial em janeiro de 2020

Na última quarta-feira (20), a CELSE obteve duas autorizações que inauguraram a etapa final de implantação da maior e mais eficiente usina termoelétrica a gás natural da América Latina: a UTE Porto Sergipe I. As ações envolveram a aprovação de órgãos como ANP (Agência Nacional de Petróleo e Biocombustíveis) e ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Veja também que a Petrobras arrenda Fafens da Bahia e de Sergipe para o Grupo Unigel por R$ 177 milhões

As assinaturas que foram obtidas pela Companhia incluíram a permissão para a Pré-Operação do primeiro terminal de GNL privado do Brasil, permitindo a regaseificação e a movimentação do gás até a UTE Porto de Sergipe I, emitida pela ANP; e liberação das quatro unidades geradoras para início da Operação em Teste, com um total de 1,5GW de capacidade de geração de energia, expedida pela ANEEL.

A UTE Porto Sergipe I deverá entrar em operação comercial em janeiro de 2020 e tem como objetivo converter gás natural liquefeito em energia elétrica. A usina Termelétrica terá capacidade equivalente a 15% da demanda de energia do Nordeste, agregando grande disponibilidade energética para todo o Sistema Interligado Nacional.

Com investimento na ordem de R$ 5 bilhões em tecnologia de ponta, o empreendimento, situado no Complexo Termoelétrico Porto de Sergipe I, em Barra dos Coqueiros, município da Região Metropolitana de Aracaju (SE), vai impulsionar o desenvolvimento socioeconômico da região e gerar expectativa de emprego.

Sobre a empresa

A CELSE (Centrais Elétricas de Sergipe S.A), companhia criada pela brasileira EBRASIL- Eletricidade do Brasil e a Golar Power, foi fundada em 2015 para a geração e comercialização de energia elétrica a partir de unidades geradoras de energia termoelétrica a gás. A empresa foi vitoriosa no Leilão de Energia Nova A-5 em abril de 2015, estabelecendo 26 contratos para entrar em operação comercial em janeiro de 2020.

Veja mais

Kelly Angelim

About Kelly Angelim

Engenheira de Petróleo especialista em Eficiência Energética e pós-graduada em Engenharia Civil. Possui experiência em atividades da indústria petrolífera onshore, além de vivência em áreas técnico-administrativas e de pesquisa científica.