Início Brasil registra anualmente cerca de 45 mil casos de estupro e, para ajudar a reverter esse cenário, Petrobras apoia projeto de conscientização sobre violência sexual contra crianças e adolescentes

Brasil registra anualmente cerca de 45 mil casos de estupro e, para ajudar a reverter esse cenário, Petrobras apoia projeto de conscientização sobre violência sexual contra crianças e adolescentes

23 de junho de 2022 às 14:45
Compartilhe
Siga-nos no Google News
crianças - violencia sexual - estupro - adolescente - amazonas - projeto - petrobras
Projeto Petrobras de conscientização sobre violência sexual contra crianças e adolescentesImagem ANF

Projeto ‘Mobilizar e Agir’ desenvolve ações de combate à cultura de naturalização à violência sexual contra crianças e adolescentes na Amazônia

Entre 2017 e 2020, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), foram registrados no Brasil cerca de 180 mil estupros com vítimas de até 19 anos – média de quase 45 mil casos por ano. Um terço desse total foi de crianças de até 10 anos. Para ajudar a reverter esse cenário, o projeto ‘Mobilizar e Agir’, apoiado pela Petrobras, desenvolve ações de combate à cultura de naturalização à violência sexual contra crianças e adolescentes no Amazonas. 

Projeto busca desenvolver rede de proteção a crianças e adolescentes, bem como de identificação e denúncia de crimes sexuais   

Com atuação nas cidades de Manaus e Coari, o projeto utiliza acompanhamento psicossocial e oficinas educativas para fortalecer o protagonismo de crianças e adolescentes e seus vínculos familiares. Também atua, por meio de seminários, na mobilização de profissionais do Sistema de Garantia de Direitos que trabalham no enfrentamento à violência sexual de meninos e meninas. O projeto busca ainda desenvolver uma rede de proteção a crianças e adolescentes, bem como de identificação e denúncia de crimes sexuais.   

Artigos recomendados

O projeto ‘Mobilizar e Agir’ atua sob a premissa de que um dos maiores obstáculos no combate à violência sexual contra crianças e adolescentes é o estigma social. “Trata-se de iniciativa desafiadora, por tratar de assuntos tabus na sociedade”, diz a coordenadora Amanda Cristina. “Essa situação existe justamente por sinalizar uma realidade de profundas violações e um cenário cruel que muitos se negam a ver.”  

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

Desde 2020, quando foi iniciada a parceria com a Petrobras, o projeto ‘Mobilizar e Agir’ já promoveu o acompanhamento socioassistencial a 183 participantes e suas famílias. Além disso, realizou dois diagnósticos sociais para subsídio a suas ações, treze oficinas socioeducativas (três delas sobre primeira infância), dois seminários para agentes públicos de Manaus e um para agentes de Coari, visando promover a articulação interinstitucional entre os diversos órgãos, instituições públicas e organizações da sociedade civil que trabalham no sistema de garantia de direitos, a favor de crianças e adolescentes.  

Por meio do Programa Petrobras Socioambiental, a Petrobras apoia soluções socioambientais em diversos locais do país

“O apoio ao projeto ‘Mobilizar e Agir’ reforça o compromisso da companhia com a promoção da garantia dos direitos das crianças e adolescentes e com o enfrentamento de vulnerabilidades sociais identificadas em localidades próximas das nossas operações, em alinhamento com a nossa política de Direitos Humanos”, atesta Marcela Levigard, gerente de Projetos Sociais da Petrobras. 

Por meio do Programa Petrobras Socioambiental, a Petrobras apoia soluções socioambientais em diversos locais do país, através de parcerias com organizações da sociedade civil. Fazem parte da carteira iniciativas voltadas para a geração de emprego e renda; para o preparo para o exercício da cidadania; para o atendimento de crianças e adolescentes; para a conservação da biodiversidade costeira e marinha; e para a recuperação de florestas e áreas naturais, entre outras.

Conheça mais sobre esse e outros projetos no link.

Relacionados
Mais recentes