Bolsonaro anuncia que abrirá a caixa preta da Petrobras na terça-feira

Petrobras Bolsonaro cauxa preta preços combustiveis
 

O presidente Jair Bolsonaro deseja comparar os preços dos combustíveis praticados pela Petrobras no Brasil com outros países, além de outros percentuais, em reunião de emergência que acontecerá na próxima terça-feira

Bolsonaro disse em entrevista coletiva ontem (12) que se surpreendeu com a decisão da Petrobras de reajustar o preço do diesel em 5,7%, apesar de reafirmar que o seu governo não será intervencionista, e não ocasionar assim, os mesmos problemas de administrações anteriores.

Na próxima terça – feira (16/04), o presidente Bolsonaro convocou uma reunião emergencial para esclarecer o porque deste reajuste elevado, já que a inflação prevista para o ano todo de 2019 está abaixo da faixa dos 5%.

Bolsonaro diz que deseja saber absolutamente tudo: a base destes percentuais, a políticas de preços,  quanto custa um barril de petróleo ( extraído no Brasil x Exterior), custo do refino e etc, mostrando a população  o custo final e como a Petrobras chega nestes valores.

De ante mão, ele já se mostrou consternado com alguns tributos federais, como por exemplo o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), e declarou que além da Petrobras e do Presidente da República, os governos estaduais também devem ser cobrados.

Sua meta e tentar diminuir todos os impostos e interromper a política de resolver tudo na base do “canetaço “. Logo abaixo, é possível conferir a entrevista de Bolsonaro na integra a respeito das prestações de contas que a estatal brasileira Petrobras deve fornecer ao governo.




Neste mesmo dia 12 de abril, a Petrobras  teve uma queda de 5% nas ações após Bolsonaro intervir temporariamente e pedir para que a estatal não aumentasse o preço do diesel, o que acabou justificando a entrevista acima.

A BR distribuidora, a maior empresa de postos de combustíveis do País, deve mesmo fazer parte dos desinvestimentos da Petrobras. A petroleira conversa com bancos e investidores para vender 30% e assim ficar com 40%, o negócio deve ser fechado para que a arrecadação atinja R$ 8 bilhões, visto que a distribuidora vale R$ 27,3 bilhões e a participação da Petrobras gira em torno de R$ 20 bilhões pela cotação de quarta na B3 (Bolsa Paulista). Leiam e entendam mais a respeito aqui.

Sobre Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás em operações de completação, perfuração e produção em empresas em parceria com grandes empresas multinacionais do setor.