Barcaça Locar V com os módulos do FPSO P-71 da Petrobras naufraga parcialmente


Barcaça que transportava os módulos M-15 e M-16 da P-71 naufraga parcialmente neste sábado, 18 de maio, em direção ao Espírito Santo.

Um episódio incomum no mercado brasileiro de óleo e gás marcou o último sábado, 18 de maio. A barcaça sem propulsão Locar V  que navegava rumo ao Espírito Santo transportando dois módulos de geração do FPSO P-71, naufragou parcialmente na noite de sábado, quando estava cerca de 120 km da costa de Itajaí – SC, relata o site Petronoticias. A boa notícia é que, não houve mortos ou feridos e o meio ambiente também não deve ser afetado com vazamento de resíduos oleosos.

O navio TS Favorito, da empresa Tranship estava rebocando a embarcação Locar V que transportava os módulos M-15 e M-16 em sentido ao Espírito Santo para serem integrados na plataforma P-71.

Tecnicamente os módulos foram perdidos, os mesmos foram a pique de forma parcial, tendo ficado com uma parte boiando de forma submersa em conjunto com a sua carga. Até o momento não se sabe o que desencadeou o acidente.

A barcaça Locar V é de propriedade da Locar Guindastes e Transportes Intermodais. A tripulação do Rebocador TS Favorito mantém a embarcação estável e realiza manobras para que possa permanecer em observação da Balsa Locar V e de sua carga em decorrência do mau tempo.

O casco da P-71 está sendo construído na China, mas a integração dos módulos ocorrerá no primeiro semestre de 2020 no Estaleiro Jurong em Aracruz -ES. A plataforma estava prevista para operar no campo de Sururu, na Bacia de Santos.

A P-71 é o último dos seis FPSOs replicantes contratados pela companhia. Inicialmente, a unidade teria seu casco construído pelo grupo Ecovix, no Estaleiro Rio Grande – RS, mas o contrato foi cancelado com 30% das obras concluídas, após a Engevix ser citada na Operação Lava Jato.

Atividades de remoção de mais de 100 mil toneladas de estruturas que pertenciam a P71 e P72 estão sendo realizadas e as mesmas vendidas como sucata. As vendas do aço das plataformas P71 e P72 tiveram início em abril e fazem parte do plano de recuperação judicial da Ecovix, homologado em agosto de 2018 pela Justiça.

Deputado consegue apoio do Governador para Construção do Terminal Portuário de Macaé

Flavia Marinho

About Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.