Banco Nacional do Desenvolvimento foca na indústria 4.0, oferecendo nova linha de crédito

Roberta Souza
por
-
29-09-2020 22:47:52
em Economia, Negócios e Política
banco, crédito, banco nacional do desenvolvimento

Foto: reprodução

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) acabou de lançar, nesta terça feira, 29, uma nova linha de crédito exclusiva para o financiamento de contratação de serviços tecnológicos

A BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) lançou a nova linha Crédito Serviços 4.0, onde informou que fornecerá empréstimos de até R$ 5 milhões. Nesta nova linha de crédito, o empréstimo promovido será feito através de operação indireta, ou seja, por meio da rede de bancos comerciais repassadores. De acordo com o banco, a intenção da instituição é atender pequenas empresas com financiamento entre R$50 mil e RS100 mil.

ANÚNCIO

Veja também:

De acordo com o gerente de cliente, Gabriel Aidar, na transmissão para o lançamento da nova linha de crédito ainda informou: “Estamos buscando a modernização da estrutura produtiva, com a adoção de digitalização e tecnologias industriais que preparem nosso tecido produtivo para a manufatura avançada, estimulando o processo de digitalização das MPMEs”.

Os juros da BNDES Crédito Serviços 4.0 serão constituídos de um spread de 0,95% ao ano para o banco de fomento, mais um spread do agente repassador, além do custo base do BNDES. Esta taxa do custo base do BNDES pode ser a TLP (principal taxa do BNDES, que acompanha a cotação dos títulos públicos e está em 1,53% mais IPCA), a Selic (atualmente, fixada em 2% pelo Banco Central) ou a TFB (uma taxa fixa do BNDES, que muda de acordo com o prazo, chegando a 6,26% ao ano para prazos de 84 a 120 meses).

O diferencial da Instituição é o prazo, já que os empréstimos desta nova linha de crédito poderão ser quitados em até dez anos e com uma carência máxima de dois anos para começarem a ser amortizados. Além disso, as condições propostas ainda permitem que as empresas com intenção de realizar o empréstimo possam financiar 100% das aquisições dos serviços tecnológicos.

Desta maneira, prestadores de serviços tecnológicos também precisarão de se credenciar junto ao banco de fomento para terem suas vendas passíveis de serem financiadas pelo BNDES. Na transmissão ao vivo, o diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto do BNDES convidou as empresas prestadoras de serviços tecnológicos a fazer o credenciamento através do site do banco.

O gerente Aidar completou: “a nova linha de crédito é um estímulo a todo o ecossistema 4.0, toda a rede de fornecedores. São os institutos de ciência e tecnologia, os institutos do Senai, unidades da Embrapii (instituição federal dedicada ao apoio à inovação industrial), empresas integradoras, fornecedores de soluções de IoT (internet das coisas) e fornecedores de cidades inteligentes, que vão atender o setor público”.


⇒ Participe dos nossos grupos do Telegram e fique atento a todas as notícias do mercado de energia, empregos, projetos e outros assuntos microeconômicos do Brasil. Nossas informações sempre são direto das fontes e atualizadas. Acesse o Nosso Telegram aqui.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos