Assim como a icônica Kombi, Gol, Voyage, Saveiro e Fox da Volkswagen estão com os dias contados, e nova legislação faz desaparecer também, ainda este ano, Uno, Doblo e Grand Siena da Fiat

Flavia Marinho
por
-
30-08-2021 09:00:51
em Indústria e Construção Civil
volkswagen - kombi - fiat - Uno - Ford - Doblo - Grand Siena - Gol - Voyage - Saveiro Kombi, o Gol, Voyage, Saveiro e Fox da Volkswagen estão com os dias contados / Imagem via Google e Click Petroleio e Gás

Uno, Doblo e Grand Siena serão fabricados só até o final de 2021. Nova legislação derruba os três modelos da Fiat, assim como aconteceu em 2014 com a Kombi, da Volkswagen

2021 tem sido um ano de terror para a indústria automotiva, que tem sido marcada pela paralisação na produção, devido à falta de semicondutores, pelos preços cada vez mais altos de carros novos e usados e pela despedida de vários modelos do mercado brasileiro. Além disso, o ano foi marcado com a saída da Ford, que encerrou sua produção de veículos em janeiro, e os carros Ka, Ka Sedan e EcoSport deram adeus assim que terminaram os respectivos estoques. Já a multinacional Fiat terá que encerrar a produção do Uno, Doblo e Grand Siena. A lista não para de crescer e clássicos como Gol, Voyage e Saveiro da Volkswagen, também estão com os dias contados no Brasil.

Leia também

Isso pois, a partir de janeiro de 2022, passará a valer uma nova fase do Proconve, a L-7, e os três modelos da montadora italiana vão desaparecer pelas novas exigências de emissões do controle ambiental, assim como aconteceu, em 2014, com a icônica Kombi da Volkwsagen, pela exigência de airbags e freios ABS. Confira o vídeo abaixo:

Outros queridinhos no Brasil também se aposentaram, como é o caso do C3 e do Aircross, da Citroën; Up, da Volkswagen; Montana, da Chevrolet; e Etios Hatch e Sedan, da Toyota. Não bastasse essa crise, a multinacional Fiat terá que encerrar a produção do Uno, Doblo e Grand Siena.

A lista não para por aí. Segundo o jornalista Fernando Calmon, que é colunista do Portal AutoPapo, os “irmãos mais velhos” Gol, Voyage e Saveiro terão sobrevida até 2024 e seus substitutos já estão em desenvolvimento.

A lista vai crescer nos próximos meses. Confira quatro automóveis que estão com os dias contados no Brasil

Volkswagen Fox: lançado em 2003, o hatch surgiu como opção ao VW Gol, com carroceria mais alta, chegando a ser exportado para a Europa e, segundo Calmon, deixará de ser oferecido em nosso mercado no mês de dezembro. O jornalista afirma também que os “irmãos mais velhos” Gol, Voyage e Saveiro terão sobrevida até 2024 e seus substitutos já estão em desenvolvimento.

Fiat Uno: o queridinho do Brasil, que teve sua última geração lançada no país em maio de 2010, deixará de ser fabricado em Betim (MG) no dia 31 de dezembro. Contudo, o hatch compacto seguirá à venda durante um período no começo de 2022, enquanto durarem os estoques. Seu adeus será uma espécie de segunda despedida: a primeira geração do Uno, rebatizada como Mille, deixou de ser fabricada no fim de 2013 e até hoje é cultuada.

Grand Siena: enquanto o Fiat Argo “matou” o Palio, a chegada do Cronos, em fevereiro de 2018, não decretou o fim do Grand Siena. O sedã derivado do Palio permanece até hoje em linha, em versão única e com opções de motor 1.0 e 1.4 flex.

Doblò: Da mesma forma que o Uno, a multivan deixará de ser fabricada em Minas Gerais no fim deste ano, para continuar à venda enquanto houver estoque. Seu substituto será o Cronos, que irá ganhar versão mais simples para seguir atendendo a mesma clientela. Lançada no Brasil há 20 anos, a multivan Doblò teve a última grande atualização no fim de 2009, quando recebeu o visual que mantém até hoje. Mesmo com o avanço dos SUVs na preferência dos consumidores, o modelo resiste como o único da categoria no Brasil.

Após Chevrolet, Ford e Volkswagen, multinacional Fiat suspende produção de veículos em sua fábrica e põe 1900 funcionários de férias coletivas

Após a saída da montadora Ford do Brasil, a crise global de suprimentos e a pandemia, que fizeram fábricas de automóveis como Chevrolet, Honda, Audi (Volkswagen), Scania, Volvo e Mercedes-Benz, Renault e Nissan suspenderem produção de veículos, chegaram até a montadora Fiat e a indústria automotiva do país pode entrar em colapso.

A Fiat não informou o volume de veículos que deixará de ser produzido, e nem os modelos mais impactados nesta paralisação. Em março, a montadora também precisou interromper a produção pelo mesmo motivo.

As multinacionais Chevrolet, Volkswagen e Fiat tratam o ocorrido como uma suspensão, e não um encerramento definitivo da produção no Brasil.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe