Após vazamento de gás, Enauta retoma produção no campo de Manati, no litoral da Bahia

Roberta Souza
por
-
05-10-2021 11:05:12
em Petróleo, Óleo e Gás
Enauta – produção – gás Plataforma no campo de Manati/ Fonte: epbr

No dia 29 de setembro a Enauta divulgou que havia interrompido a produção do Campo de Manati, na Bahia, após vazamento de gás

Ontem, a petroleira Enauta divulgou que retomou a produção de gás natural no Campo de Manati, no litoral da Bahia. A produção do campo foi retomada após conclusão do reparo do duto entre a estação de compressão e a estação de tratamento de gás. No dia 29 de setembro, a companhia havia divulgado que a produção do campo tinha sido interrompida de forma preventiva, em razão de um pequeno vazamento de gás. Leia ainda esta notícia: Devido à uma falha no sistema de bombeio, Enauta interrompe produção em dois poços no Campo de Atlanta, na Bacia de Santos

A Petrobras já havia comunicado sobre o retorno de produção no campo de Manati

A Petrobras informou no dia 29/09 que a produção de gás do Campo de Manati, paralisada desde segunda devido a um vazamento na porção terrestre de seu gasoduto de exportação, deveria retornar até o fim da última semana. A Enauta já tinha antecipado a notícia da paralisação em comunicado divulgado no dia 28 de manhã, mas não havia dado previsão de retorno das atividades.

A Petrobras disse que já colocou equipes para reparação e está avaliando as causas do vazamento. A empresa estatal destacou que não há risco de desabastecimento de gás ao mercado. A Petrobras detém 35% de participação no Campo de Manati. Ela opera em conjunto com a Enauta, que possui uma fatia de 45%, a GeoPark, de 10%, e a Petro Rio Coral Exploração Petrolífera, também com 10%.

Confira também: Enauta interrompe produção de poço no campo de Atlanta, na Bacia de Santos

No dia 06/09, a petroleira Enauta informou que foi interrompeu a produção de um dos poços do Campo de Atlanta, localizado na Bacia de Santos. De acordo com o fato relevante divulgado pela companhia na segunda, a companhia está avaliando as causas da interrupção. Investigações preliminares indicam falha no sistema de bombeio submarino. O retorno da produção deve ocorrer no primeiro trimestre de 2022.

A petroleira Enauta informou que o Campo de Atlanta voltou a operar com todos os poços do Sistema de Produção Antecipada, após o fim dos consertos dos aquecedores. A companhia afirmou em nota que planeja produzir cerca de 20.000 barris de petróleo por dia com os três poços operando, após o período de estabilização. A estimativa poderá ser um recorde de produção diária da empresa.

Adicionalmente, atividades estão sendo realizadas para melhorar a capacidade de expansão do tratamento de água no FPSO Petrojarl I e, assim, aumentar a produção de barris de petróleo. A conclusão da primeira etapa projeta uma ampliação de 35% no volume de água tratada e está prevista para o final deste ano. A empresa ainda afirmou que, neste mês, deu início ao processo de licitação dos equipamentos e serviços precisos para que o quarto poço de petróleo seja perfurado, expandindo a capacidade de produção de barris de petróleo do Campo de Atlanta.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe