Aperam South America prepara investimento de R$ 243 milhões em 2021 na sua usina de aço em Minas Gerais

Fábio Lucas
por
-
16-04-2021 17:10:42
em Indústria e Construção Civil
(foto: Elvira Nascimento/Divulgação) Minas Gerais (foto: Elvira Nascimento/Divulgação)

Empresa promete investir pesado para aumentar a sua capacidade de produção e espaço no mercado

A planta industrial da Aperam South América irá passar por uma rodada de investimentos, em busca de modernização e ampliação da sua capacidade. Já para o ano de 2021 a ideia é investir R$ 243 milhões nesses projetos no estado de Minas Gerais. O dinheiro será usado para atualizar as linhas de aço inoxidável, aços elétricos e aço verde.

A Aperam Bioenergia, no Vale do Jequitinhonha, também receberá o investimento anual para continuar produzindo 100% do carvão vegetal usado na usina de Timóteo – Minas Gerais. Somente essa ação evita que seja emitidos aproximadamente 700 mil toneladas de CO2 por ano. Para 2021, a empresa espera investir R$ 72 milhões na subsidiária. O EM detalhou os investimentos.

Veja os detalhes dos investimentos da Aperam em Minas Gerais

A Aperam fez uma análise do mercado brasileiro e, com base em estudos, entendeu que é a hora de fazer o investimento que certamente vai transformar a empresa e patamar. A quantia será investida na linha BR3, vista como fundamental na produção de aço inoxidável.

Federido Ayeres Lima, presidente da Aperam, destaca que o investimento irá fazer com que a empresa aumente a sua capacidade e ganhe em eficiência. Além disso, a companhia ficará muito mais competitiva no mercado.

A RB3 irá receber um investimento de 90,6 milhões. R$ 26 milhões serão destinados ao C5, revestimento muito fino que é aplicado sobre o aço. Com isso, os produtos ficarão muito mais resistentes e mais confiáveis, ganhando mais um diferencial no mercado.

Ayres ainda destacou que a Aperam está atenta no mercado de veículos elétricos: Há mais de 10 anos em pesquisa e desenvolvimento de aços elétricos GNO para esse tipo de transporte. Atualmente temos mais de oito aços desenvolvidos para este crescente mercado”.

O investimento da empresa também irá complementar a linha de produção de aço HGO. O investimento esperado é de R$ 55 milhões. A ideia é ofertar no mercado um aço que amplia a sua eficiência energética.

Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.