Início A Engie irá realizar dois leilões virtuais para comprar produção de usinas de geração renovável, como parques eólicos e solares, em contratos de longo prazo

A Engie irá realizar dois leilões virtuais para comprar produção de usinas de geração renovável, como parques eólicos e solares, em contratos de longo prazo

17 de setembro de 2020 às 11:34
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Engie, renovável, usinas,
Logo da Engie

Renováveis – Engie irá comprar energia renovável de usinas produtoras em contratos de longo prazo, em leilão eletrônico

A empresa que atua na geração e distribuição de eletricidade, gás natural e energia renovável, a Engie, vai fazer dois leilões eletrônicos, para adquirir a produção futura de usinas de energia renovável, em contratos de longo prazo. Os leilões irão ocorrer em outubro nas datas do dia 13 e 15. A companhia não informou quanto pretende contratar em energia nas licitações.

Veja ainda outras notícias:

A Engie está acompanhando a nova tendência do mercado de energia no Brasil, concorrendo com empresas de cunho estatal como a Cemig e a Copel, adquirindo energia de usinas a serem construídas por terceiros. A empresa informou em nota que selarão contratos de fornecimento de 5 e de 15 anos. A Engie não informou o tanto que pretende contratar em energia nas licitações.

No dia 13, irá adquirir energia “incentivada” de projetos eólicos ou solares no período 2023 a 2037, ou seja, o direito de usufruir de desconto de 50% nas tarifas de uso da rede, o que garante a geração de energia renovável. Em nota a Engie diz que “Esse certame é destinado a empresas que possuam projetos de geração em desenvolvimento, implantação ou operação”.

No segundo leilão, no dia 15, a empresa também visa a compra de energia “incentivada”, mas não limitada pela fonte, que abre espaço para usinas eólicas e solares, bem como usinas de biomassa e pequenas centrais hidrelétricas.

No segundo evento, podem participar empresas cadastradas na Câmara dos Comercializadores de Energia Elétrica (CCEE), como geradoras, autoprodutoras e comercializadoras, e o prazo do contrato é de 2022 a 2026.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes