1911 empregos diretos em novo complexo industrial da Lar Cooperativa Agroindustrial, no Paraná

vagas de emprego, complexo industrial, paraná Para atender toda a demanda do novo complexo industrial, a Cooperativa Agroindustrial Lar, vai gerar no Paraná mais de 1900 vagas de emprego diretas, sendo 320 novas.

Para atender toda a demanda do novo complexo industrial, a Cooperativa Agroindustrial Lar, vai gerar no Paraná mais de 1900 vagas de emprego diretas, sendo 320 novas.

Foi inaugurado na última quarta-feira (02/09), o novo frigorífico da Lar Cooperativa Agroindustrial em Rolândia, no Norte do Paraná. No complexo industrial serão gerados 1.911 vagas de emprego diretas. Em busca do primeiro emprego? Mais de 130 vagas para candidatos sem experiência! Mineradora Vale convoca recém-formados em todas as áreas para o seu Programa Trainee 2021; não há limite de idade para participar

Leia também

A Cooperativa Agroindustrial Lar fez um arrendamento de longo prazo para operar o complexo industrial da Frango Granjeiro em Rolândia, no Norte do Paraná que existe há 34 anos. Está previsto em contrato o compromisso futuro de compra e incorporação da frota de veículos leves e pesados da empresa.

O novo frigorífico da Lar contará com uma fábrica de rações com capacidade de produzir 19 mil toneladas/mês, um abatedouro de aves com capacidade de processamento diário de 175 mil frangos e uma unidade de recepção e beneficiamento de grãos com capacidade de 16,8 mil toneladas.

A Cooperativa Agroindustrial assumiu 300 aviários envolvendo 270 produtores distribuídos em 41 municípios do entorno de Rolândia, Paraná. Lar pretende atingir a marca de 700 mil aves abatidas ao dia já a partir deste mês, com o novo complexo industrial, podendo alcançar 900 mil aves abatidas ao dia em 2023.

Para atender toda essa demanda, o novo complexo industrial vai gerar mais de 1900 vagas de emprego diretas, destas, 320 serão novas.

As outras unidades da Lar são em Matelândia e Cascavel. “É a primeira unidade em Rolândia, levamos dez meses para concluir o negócio, mas esse trabalho com a avicultura vem sendo desempenhado há 21 anos pela cooperativa. Abatemos em Matelândia sete dias por semana, em Cascavel seis dias e em Rolândia vamos buscar os seis dias”, informa Irineo da Costa Rodrigues, diretor-presidente da cooperativa.

“Ainda pretendemos incorporar mais 70 aviários e 300 funcionários no futuro porque temos margem para crescer. Nossa produção é dividida em 50% no mercado interno e 50% externo. A Lar exporta para 74 países, mas o Estado já alcança 160 países. Estamos buscando novos mercados”, acrescentou o diretor-presidente.

A localização da indústria é estratégica para a cooperativa porque está instalada a 15 quilômetros da ferrovia, o que reduz o custo de transporte em direção ao Porto de Paranaguá e países importadores da carne paranaenses. A nova planta também viabilizará o atendimento ao mercado da faixa Norte do Paraná e cidades do interior de São Paulo. No segmento avícola, a Lar tem dois incubatórios e 1.002 associados integrados.

Em 2019 a Cooperativa Agroindustrial faturou R$ 6,95 bilhões, crescimento de 6,8% em relação ao ano anterior, e a expectativa é encerrar 2020 com R$ 10 bilhões em negócios. As conquistas dos 11,5 mil associados e 18,3 mil funcionários foram alcançadas em 11 municípios do Oeste do Paraná, Paraguai, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.