Usina Batatais realiza compra da Cevasa, companhia do setor sucroenergético, no estado de São Paulo

Roberta Souza
por
-
22-06-2021 17:28:46
em Usina e Agronegócio
Usina – São Paulo – sucroenergético Usina Batatais/ Fonte: Cast Group

A Usina Batatais confirmou que realizou a compra da Cevasa (Central Energética Vale do Sapucaí), do ramo sucroenergético, em São Paulo

Ontem, (21/06), a Usina Batatais informou ao mercado, por meio de um comunicado, que realizou a compra da Central Energética Vale do Sapucaí (Cevasa), companhia do segmento sucroenergético localizada em Patrocínio Paulista, no estado de São Paulo. A usina Batatais, especializada na produção de etanol e açúcar, revelou que aguarda a aprovação do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Veja ainda: Para produzir etanol de cana e de milho, usina São Fernando receberá investimentos de 1 bilhão de reais no Mato Grosso do Sul

A compra da nova unidade em São Paulo

A usina Batatais espera que a conclusão da transação deverá ocorrer dentro do prazo de 30 a 45 dias, quando assumirá as operações da Cevasa. A ideia, de acordo com o comunicado, é estabelecer um modelo de governança “visando preservar os compromissos estabelecidos, a otimização entre as duas empresas, a continuidade das duas plantas industriais e a sustentabilidade do negócio a longo prazo.”

O diretor presidente, em comunicado, diz que é válido ressaltar que é de interesse da Usina Batatais manter a transparência no processo de conclusão da aquisição, seja para seus colaboradores, clientes, fornecedores, parceiros e para a comunidade em geral.

Em termos de produção, na safra 2020/21, a Usina Batatais alcançou uma moagem de 4,4 milhões de toneladas de cana e um mix de produção de 55% para o açúcar. Já a Cevasa, do setor sucroenergético, atingiu na safra anterior 2,6 milhões de toneladas de cana-de-açúcar e um mix de produção de açúcar de 60%, além da comercialização de energia de 113 mil MWh de energia.

Veja ainda: Usina Santa Adélia contrata financiamento de R$ 100 milhões com o BNDES, destinados à unidade produtora de biocombustíveis, em Jaboticabal, São Paulo

O BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – aprovou a primeira operação do Programa BNDES RenovaBio, no valor de R$ 100 milhões para a Usina Santa Adélia, no estado de São Paulo. Os recursos do financiamento feito pela usina com o BNDES serão destinados à unidade produtora de biocombustíveis do grupo, localizada em Jaboticabal.

O programa BNDES RenovaBio funciona como um crédito financeiro alinhado aos critérios de ASG (que considera aspectos ambientais, sociais e de governança corporativa), voltado a estimular a redução de emissões de carbono (em usinas, por exemplo) com o uso de combustíveis. O apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social nessa linha está inserido no programa RenovaBio, do MME – Ministério de Minas e Energia.

Os recursos do financiamento realizado pela usina com o BNDES serão destinados à unidade produtora de biocombustíveis, localizada em Jaboticabal, no interior do estado de São Paulo. O valor do empréstimo, aprovado para a usina Santa Adélia, é o máximo permitido por empresa nesta linha. Para os casos em que uma mesma empresa tenha mais de uma usina no programa, o valor total pode chegar a R$ 200 milhões.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos