Tripulantes do navio petroleiro da Transpetro, o Carlos Drummond de Andrade, foram diagnosticados com covid-19 e Anvisa isola a unidade

Navio Transpetro Suape Carlos Drummond de Andrade Navio petroleiro Carlos Drummond de Andrade – Fonte Transpetro

O navio está atracado nesse momento em Suape, no estado de Pernambuco. A Anvisa e Transpetro já iniciaram os protocolos de segurança sanitária

Alguns tripulantes a serviço da Transpetro foram diagnosticados com covid-19 a bordo do navio Carlos Drummond de Andrade na semana passada. Nesse momento, o petroleiro se encontra atracado no Porto de Suape e isolado pela Anvisa a fim de frear o taxa de contágio na unidade. O petroleiro Rômulo Almeida também teve um caso parecido, confirme noticiado com exclusividade pelo Click Petróleo e Gás no dia 13. A nota oficial da Transpetro é possível conferir nos próximos parágrafos.

Suspeitas indicam que outros funcionários de empresas terceirizadas, que embarcaram no navio para realizar serviços secundários, acabaram contaminando os tripulantes. Os primeiros diagnosticados, segundo informações, foi um Mestre e Marinheiro de Maquinas, mas parece que surgiram mais 4 infectados, totalizando 6 (até o momento desta postagem).

A tripulação do navio ficou sabendo do fato através do “boca de ferro” (Radio Operação) naquele momento. Foi recomendado a todos que ficassem trancafiados em seus camarotes, sem nenhum tipo de contato nos salões e nem com outros tripulantes até a segundo ordem.

Há vários petroleiros apreensivos e como ainda há informações claras sobre quais serão os procedimentos que a Transpetro adotará, principalmente porque há petroleiros para desembarcar em Suape, que não foram contaminados e que pertencem ao grupo de risco.

Nota Oficial da Transpetro ao Click Petróleo e Gás

“A Transpetro informa que foi confirmado caso de Covid a bordo do Navio Carlos Drummond de Andrade no dia 21/11/2020. Imediatamente, a companhia reforçou as orientações de distanciamento e prevenção a bordo e notificou a Vigilância Sanitária de Suape-PE. Toda a tripulação está sendo monitorada pelo Serviço remoto de Saúde da Transpetro e foi submetida ao teste RT-PCR. Os casos confirmados foram isolados, conforme Protocolo do Ministério da Saúde.

As instalações do navio estão sendo higienizadas diariamente pela equipe de bordo e passarão por higienização adicional após o desembarque dos tripulantes.

A Transpetro reitera o compromisso com a saúde e a segurança dos colaboradores e vem adotando procedimentos robustos em todas as suas unidades desde o início da pandemia, atuando sempre de forma diligente. Entre as medidas de prevenção ao contágio estão o período de quarentena pré-embarque com monitoramento de saúde para todos os marítimos, avaliação de saúde e testes RT-PCR antes do embarque e, a bordo, uso obrigatório de máscaras, distanciamento entre as pessoas e reforço na higienização e nas demais medidas de prevenção.”

Sobre o naufrágio do MV Carmen na última sexta-feira

Na madrugada do dia 20(sexta-feira) um navio a serviço da Oceanpact afundou na Bacia de Campos, a serviço da Petrobras em Albacora. Todos os 18 tripulantes foram resgatados e passam bem.

Há três vídeos do resgate e relato da tripulação sobre os momentos tensos vividos a bordo do MV Carmen em nosso Instagram ou no artigo.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.
fwefwefwefwefwe