Toyota surpreende indústria automotiva e testa Corolla com motor 1.6 turbo movido a hidrogênio

Valdemar Medeiros
por
-
12-07-2021 11:20:50
em Logística e Transporte
Toyota - corolla - hidrogênio - motor Toyota Mirai 2021/ Créditos: Insideevs Brasil

Buscando uma maior eficiência e sustentabilidade em seus veículos, a montadora Toyota testa seu Corolla Sport com motor movido a hidrogênio. O veículo já foi pilotado pelo próprio CEO da marca

A Toyota testou o seu Corolla com motor movido a hidrogênio por 24 horas. O modelo de corrida foi contemplado com um motor de 3-cilindros a gasolina emprestado do Yaris GR e adaptado para queimar hidrogênio como em um motor a combustão interna comum. Apesar de ser surpreendente, essa tecnologia não é tão nova, visto que a BWM começou a fazer testes desse tipo entre 2006 e 2008. Mas há 15 anos, a transição para as energias mais sustentáveis ainda não eram bem uma prioridade.

Leia também

Como funciona o hidrogênio no motor do Corolla?

TOYOTA Mirai | Como é dirigir um carro a hidrogênio | FUELTURE

Quando o hidrogênio é usado para alimentar um sistema de célula de combustível, há um trem de força elétrico 100% de emissão zero. Nesse caso, não há hidrocarbonetos não queimados ou CO2, entretanto alguns óxidos de nitrogênio são liberados na atmosfera de qualquer maneira.

O nitrogênio faz parte de 78% da atmosfera e, na fase combustão se oxida produzindo seu próprio NOx. De qualquer forma, são quantidades muito menores se comparadas com as emitidas pelo diesel e gasolina. Principalmente porque um motor que queima hidrogênio possui uma mistura “combustível-ar” muito mais seca que um motor com gasolina e diesel.

Um recorde mundial

No mês de junho, o Toyota Mirai bateu o recorde mundial de distância percorrida por um carro a hidrogênio. Foram cerca de 1.000 quilômetros rodados nas ruas da França, com nenhuma emissão de poluentes e fazendo um único abastecimento.

O recorde do carro poderia ter sido ainda maior, tendo em vista que ao fim do percurso o veículo da Toyota possuía 9 quilômetros de autonomia restantes. O consumo médio de hidrogênio foi de aproximadamente 0,55 kg por 100 km. A Toyota ressaltou que os resultados foram certificados por uma outra autoridade.

CEO da montadora dirige o Corolla movido a hidrogênio

No mês de maio, Akio Toyoda foi um dos pilotos da equipe ORC Rookie Racing e revezou o volante do Corolla Sport com motor a hidrogênio. O CEO avaliou de perto a durabilidade, possibilidades e a segurança do modelo. O Corolla sofreu diversas modificações para ficar mais leve, compensando o peso extra dos tanques de hidrogênio, que passam dos 100 kg.

O carro também está equipado com o sistema 4WD. De acordo com o CEO da Toyota, o motivo para competir em uma prova de 24 horas é que durar somente cinco horas não é o suficiente. Ele afirma que muitas pessoas no Japão associam hidrogênio a explosões, sendo assim, o executivo decidiu mostrar que é totalmente seguro utilizar a substância.  

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.