Termelétrica Porto de Sergipe I dá importante passo para começar comissionamento

Sergipe tem avanço em Termelétrica

Energização dos transformadores da termelétrica Porto de Sergipe I permitirá a conclusão das atividades de teste da planta movida a gás natural

A termelétrica Porto de Sergipe I cumpriu um importante marco em seu cronograma. A GE Grid Solutions efetuou a energização dos transformadores das turbinas a gás da Usina Termelétrica da Celse em Barra dos Coqueiros.
A tarefa executada é importante porque permite a conexão da usina à rede elétrica nacional pelo sistema de transmissão de 500kV.
Bacia de Sergipe começa a produzir em novembro, diz Petrobras.

Enquanto a termelétrica ainda não produz energia, o “backfeed”, como é chamado o procedimento, tornará possível a realização do início do comissionamento dos equipamentos principais, que só podem ser realizados com a alta potência disponível na rede elétrica.

O diretor de projetos da GE Grid Solutions, Sebastien Marlier, falou sobre esta última e importante etapa do empreendimento. “Trata-se da última etapa de nosso fornecimento para a UTE Porto de Sergipe I. Havíamos feito toda a energização da usina em abril deste ano e, agora, com a autorização do ONS para a energização dos transformadores, pudemos finalizar a etapa mais crítica do fornecimento da Grid Solutions”.

“Este último milestone fecha, com chave de ouro, uma série de ações bem-sucedidas, desde a entrega dos projetos executivos, a montagem dos 34 km de linhas de transmissão, a construção civil e a instalação dos equipamentos das subestações de alta tensão pelo nosso time”, completou ele.

Etapa final

Com a alimentação da usina a equipe da GE poderá executar as etapas finais de comissionamento dos equipamentos mais pesados da térmica, e o executivo da GE explicou que: “O sucesso dessa etapa será crucial para a finalização dos testes das três turbinas a gás natural e a turbina a vapor, e o início dos testes a quente, com queima de gás, conhecidos como first fire”.

A termelétrica Porto Sergipe I, quando entrar em funcionamento, será uma das maiores e mais modernas térmicas movidas a gás da América Latina.
O empreendimento pertence a Celse (Centrais Elétricas de Sergipe) e conta ainda com instalações marítimas; a Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação de Gás Natural (FSRU), o sistema de ancoragem e o gasoduto, responsável pelo transporte do gás natural desde o FSRU até a UTE.

Leia também ! Petrobras continuará a dominar a implantação de FPSOs globais nos próximos cinco anos !

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.
Posted Under
Sem categoria