Home > Sem categoria

Retomada do petróleo atrai estrangeiras

Paulo Nogueira
por
-
21-02-2018 09:58:53
em Sem categoria
multinacionais no brasil

Com maior participação de empresas estrangeiras atuando no Brasil e o aumento nos preços do barril de petróleo, especialistas dizem que o momento é favorável para nossa economia

O setor de petróleo e gás no Brasil vem ganhando novos personagens. Companhias de países como Estados Unidos, Holanda, Suíça, Dinamarca, França e China estão se instalando no país e, principalmente, se associando a empresas nacionais de olho na retomada da atividade da indústria petrolífera. Esse movimento começou a ganhar força no em 2017 e promete crescer nos próximos anos. Até a Petrobras já percebeu essa tendência. De acordo com a estatal, pelo menos 37 novas companhias do exterior já se habilitaram como fornecedores, das quais 11 ainda estão em processo de qualificação.

O interesse é pela área de serviços, responsável pela construção e montagem de equipamentos. O apetite visa a ocupar o espaço que antes era ocupado por nomes como Odebrecht, Queiroz Galvão, OAS e Engevix – algumas das 18 empresas que estão proibidas, por bloqueio cautelar, de firmar novos contratos com a Petrobras, por envolvimento em irregularidades reveladas pela Lava-Jato.

Com as grandes companhias fora do jogo, a própria Petrobras começou a correr atrás de novos fornecedores. O resultado foi um aumento de 15% na base de empresas cadastradas no fim de 2017, para um total de 7.300. Desse total, 900 são estrangeiras. Falem bem ou falem mal desta nova política, mas apenas petroleiras do exterior detém a idoneidade e o expertise que a estatal precisa neste momento. Fonte:  Fabiana Oliveira, Gerente de Contratos Petrobras

Claramente a bola da vez serão os técnicos, felizmente podemos resolver este problema em 45 dias caso você não tenha o certificado. O MEC e o CREA autorizou a emissão do diploma em menos de 2 meses. Se você quiserem, podem faze-los a distância em período normal também. CLIQUEM AQUI E SAIBAM MAIS.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.