Início Portos do Paraná investe em expansão da infraestrutura para armazenamento de fertilizantes no Porto Ponta do Félix

Portos do Paraná investe em expansão da infraestrutura para armazenamento de fertilizantes no Porto Ponta do Félix

6 de julho de 2022 às 10:30
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A crescente na demanda nacional pela importação do produto causou a necessidade de melhorias na infraestrutura do armazenamento de fertilizantes no Porto Ponta do Félix e a Portos do Paraná agora trabalha em obras nesse segmento.
Foto: Divulgação/Ponta do Félix

A crescente na demanda nacional pela importação do produto causou a necessidade de melhorias na infraestrutura do armazenamento de fertilizantes no Porto Ponta do Félix e a Portos do Paraná agora trabalha em obras nesse segmento.

A companhia Portos do Paraná investe em obras de infraestrutura para expandir a capacidade de armazenamento de fertilizantes no Porto Ponta do Félix, localizado no estado do Paraná. Essa é uma das principais medidas tomadas até essa quarta-feira, (06/07), para acompanhar a forte onda de importação do produto no Brasil, causada pela falta dos fertilizantes no território nacional em decorrência dos conflitos geopolíticos entre a Rússia e a Ucrânia.

Porto Ponta do Félix passa por projeto de expansão da infraestrutura de armazenamento de fertilizantes para suprir a demanda nacional na importação 

Após uma forte crise durante o início do ano de 2022 na oferta de fertilizantes, causada pelos conflitos entre a Rússia e a Ucrânia, o mercado internacional se estabiliza e o Brasil começa a importar cada vez mais o produto. E, para conseguir suprir essa demanda, a companhia portuária Portos do Paraná anunciou que o Porto Ponta do Félix agora passa por adequações na infraestrutura de armazenamento, visando garantir mais eficiência nas operações com esse tipo de mercadoria. 

Artigos recomendados

Dessa forma, as obras de infraestrutura acontecerão para garantir uma expansão de até 78% na capacidade de armazenamento de fertilizantes no porto paranaense. O investimento da Portos do Paraná para a realização das obras será voltado para novos armazéns e barracões, que serão entregues em etapas, sendo 40 mil toneladas em setembro e outros dois armazéns, também com capacidade de 40 mil toneladas cada, em janeiro e abril de 2023.

Com isso, a capacidade estática do Porto Ponta do Félix, que atualmente gira em torno de 270 mil toneladas, será expandida para 480 mil toneladas. 

O complexo da companhia Portos do Paraná é um dos mais relevantes nas operações de importação de fertilizantes e, de acordo com os dados da autoridade portuária, houve um crescimento de 373% no volume de fertilizantes desembarcados entre janeiro e maio deste ano.

Foram desembarcados um total de 572.045 toneladas em 2022, contra 120.852 durante o mesmo período do ano de 2021. Assim, a necessidade de melhorias na infraestrutura se faz cada vez mais necessária à medida que o porto cresce nas operações de armazenamento do produto. 

Portos do Paraná destaca que já havia planos para melhorias na infraestrutura e que alta demanda dos fertilizantes impulsionou o projeto 

Segundo o diretor-presidente do Porto da Ponta do Félix, Gilberto Birkhan, o Porto Ponta do Félix já passaria por obras de expansão da capacidade de armazenamento mesmo antes dessa alta demanda, mas o cenário atual impulsionou essa necessidade.

Gilberto disse: “A descarga de fertilizantes segue aquecida devido à demanda crescente e o mercado em alta para a comercialização. Mas, antes mesmo deste cenário, aqui em Antonina já estávamos trabalhando para atender o mercado, com a ampliação das nossas estruturas de armazenagem”. 

O executivo ainda destacou que o complexo vem crescendo em um nível significativo durante o ano de 2022, impulsionado pela maior flexibilidade em negociações comerciais e a geração de crédito rotativo imediato ao importador. Dessa forma, a realização de operações de importação de fertilizantes se tornou ainda mais fácil e lucrativa tanto para a Portos do Paraná quanto para as empresas envolvidas nas atividades. 

Agora, a Portos do Paraná continua investindo nos seus complexos localizados no estado do Paraná, para garantir a continuidade da liderança na entrada de mercadorias pela região, já que os dados do Ministério da Economia mostram que cerca de 31,5% dos produtos importados pelo Brasil chegam por Paranaguá e Antonina, tornando essa uma das principais rotas de importação no país.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes