Petrobras tenta pela segunda vez leiloar o navio-sonda Vitoria 10.000

Petrobras

Navio sonda Vitória 10.000 da Petrobras, vai a leilão pela segunda vez depois do fracasso do primeiro e mercado anseia por melhoria das condições

Em março deste ano a Petrobras tomou a decisão de vender o Navio Sonda Vitória 10.000 (NS-30), a primeira tentativa, porém, não foi bem sucedida. O Leilão ocorrido em 18 de setembro pelo portal Petronect, terminou sem ofertas, o que fez a petroleira brasileira a baixar bem o valor do lance de partida que agora é de US$ 5 milhões, antes o valor mínimo original foi de US$ 47,5 milhões.

Baixo interesse

O mercado não está muito animado com o certame e é bem possível que a sonda “encalhe” (literalmente) novamente, pois os interessados gostariam de ver o mesmo modelo que foi usado na venda das sondas da sete brasil, quando um contrato de afretamento foi atrelado ao negócio.

A solicitação é devido ao grande número de sondas sem contrato no mercado, aumentando a oferta deste tipo de equipamento hoje á disposição.

Outro motivo que está tirando a atratividade deste segundo leilão é o custo em reparos que serão necessários para deixa-la operacional novamente.
A sonda encontra-se há 2 anos no campo de Badejo, na Bacia de Campos, mantida em warm stack  por uma equipe da Petrobras.

A sonda que tem capacidade para perfurar em lâmina d´água de 3 mil metros durante muito tempo, foi protagonista de um processo na justiça entre a Petrobras e a ex-schahin.

A unidade foi construída na Coreia do Sul pelo estaleiro Samsung e começou a ser operada pela antiga Schahin, ainda com o nome de Base, para a Petrobras em 2011.

O leilão está marcado para o próximo dia 30 de outubro e trará uma novidade: não se poderá ofertar valores livres em lances subsequentes, ou seja, a diferença das ofertas dos interessados terá de ser de, pelo menos, US$ 1.000,00.

Leia também ! Constellation anuncia reativação da Sonda Gold Star para atender contratos com a Petrobras !

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)