Petrobras tem prejuízo de R$ 150 milhões todos os anos com furto de combustível

R$ 150 milhões de prejuízo todos os anos. Este é o montante perdido pela Petrobras por causa da ação de grupos criminosos contra dutos de transporte de petróleo e derivados.

Bandidos descobriram que a venda irregular de combustíveis é um bom negócio, sobretudo em períodos em que os preços estão mais altos e a economia em recessão. Na maioria das vezes, o foco dos bandidos é o petróleo no estado bruto, mas há furtos também de derivados, como gasolina, óleo diesel e até nafta petroquímica, que, misturada a combustíveis automotivos, tende a parar nos postos revendedores e nos tanques dos carros.

A ação de grupos criminosos nos dutos de transporte de petróleo e derivados já causa prejuízo de R$ 150 milhões à Petrobras por ano. Em 2018, foram 261 tentativas e episódios efetivos de furto. A maior parte  dos furtos são nos estados de São Paulo (151) e no Rio de Janeiro (69).

O problema chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, que, frequentemente, tem a entrega de combustível de aviação interrompida porque a Transpetro, subsidiária da Petrobras que opera os dutos, é obrigada a paralisar a atividade de tubulações onde atuaram criminosos.

A estatal está preocupada com efeitos dos vazamentos nas comunidades que se instalaram próximas aos dutos, dizem as fontes. No fim do mês passado, uma criança de 9 anos morreu em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, após cair numa poça de gasolina pura que escapou de um duto perfurado.

O temor da empresa é que fatalidades como essa se repitam e tomem proporções maiores, colocando em risco comunidades inteiras.

Além de perdas financeiras e fatalidades, a empresa quer evitar também que se repita no País o cenário de violência vivido no México, onde o furto em dutos motiva assassinatos e impõe custos anuais de cerca de US$ 1,5 bilhão à petroleira Pemex.

Para reduzir o prejuízo, a Petrobras vai lançar o programa de inteligência e segurança Pró-Dutos. A ideia é desenvolver uma parceria com governos estaduais para combater o furto de petróleo e derivados nas suas redes de transporte.

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, estará presente,hoje, às 10h, na cerimônia de lançamento do Programa Integrado Petrobras de Proteção de Dutos (Pró-Dutos) que reúne a Polícia Federal, MP e outras entidades. O acordo será firmado com os governos de São Paulo e Rio de Janeiro.

“Durante o evento, serão assinados protocolos de intenções com governos estaduais para a cooperação nos campos da inteligência e da segurança para minimizar os riscos e impactos dos furtos dos produtos transportados pelos dutos”, informou a empresa em nota. O lançamento acontecerá na sede da Petrobras, no centro do Rio.

Novo projeto da Usiminas demandará 100 novas vagas. As contratações estão previstas para este mês!

Sobre Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. Se você têm uma sugestão de pauta, gostaria de postar vagas de empregos ou anunciar conosco, mandem um e-mail para [email protected] OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.