Petrobras faz obras na refinaria Duque de Caxias (Reduc) no Rio de Janeiro, para aumentar produção de diesel

Flavia Marinho
por
-
03-03-2021 14:47:04
em Refinaria e Termoelétrica
diesel - vagas - rio de janeiro - duque de caxias - petrobras - refinaria Refinaria Duque de Caxias (Reduc) – Petrobras – Rio de Janeiro,


Obras na Refinaria Duque de Caxias (Reduc) da Petrobras, no Rio de Janeiro, irá quase dobrar capacidade de produção de diesel em 2023

A Petrobras informou em fato relevante na tarde deste dia (03/03), que realizará obras em sua Refinaria Duque de Caxias (Reduc), localizada no Rio de Janeiro, para adequação da Unidade de Hidrotratamento (HDT) de diesel e QAV. A conclusão das obras está prevista para o segundo semestre de 2023. Diesel e gás de cozinha tem impostos federais (PIS) e (Cofins) zerados por decreto feito ontem (01/03) pelo Bolsonaro; medida já está em vigor

Leia também

Visando atender especificações do mercado local e internacional, além de requisitos ambientais, as obras que serão feitas na refinaria da Petrobras irão aumentar a qualidade do diesel, promovendo a redução do teor de enxofre (de 500 ppm para apenas 10 ppm).

De acordo com o informe da Petrobras, serão investidos cerca de R$ 140 milhões para ampliar a capacidade de produção de Diesel S-10 na Reduc dos atuais 5.000 m³/dia para 9.500 m³/dia.

Petrobras quer fornecer produtos de maior valor agregado e com menor impacto ao meio ambiente

O novo projeto estão alinhados ao objetivo estratégico da Petrobras de lançar produtos de maior valor agregado e com menor impacto ao meio ambiente. O uso do Diesel S-10 promove a melhoria do desempenho do combustível nos motores, com impactos positivos na redução de emissões de material particulado. Além da diferença no teor de enxofre, o diesel S-10 tem maior nível de cetano, índice que mede a qualidade de ignição, ou seja, quanto maior melhor.

“Estamos nos preparando para o novo mercado de refino que se formará no Brasil nos próximos anos e este projeto é de grande relevância para continuarmos competitivos, fornecendo derivados de alto valor agregado, operando de maneira sustentável e em sinergia com nossos ativos de classe mundial em águas profundas e ultraprofundas”, explica a gerente-geral da Reduc, Alexandre Coelho.

Segundo a estatal, a produção de Diesel S-10 tem que acompanhar a evolução dos motores de veículos pesados e utilitários movidos a diesel, responsáveis pela maior parte da circulação de mercadorias no território brasileiro. Atualmente, existem no Brasil dois tipos de diesel rodoviário: o Diesel S-10 e o Diesel S-500, sendo este último utilizado apenas por veículos fabricados até 2011.

Além da refinaria Duque de Caxias (Reduc) no Rio de Janeiro, também estão previstos nos próximos anos pela Petrobras, adequações para aumento da capacidade de produção de Diesel S-10 em duas refinarias no estado de São Paulo: na Refinaria de Paulínea (Replan) e na Refinaria Henrique Lage (Revap), em São José dos Campos.

Com a implantação desses projetos adicionais nestas refinarias, a expectativa da estatal é aumentar a produção de diesel S-10 em até 16.500 m³/dia.

Sobre o diesel S-10

A participação do Diesel S-10 da Petrobras no mercado em dezembro de 2020 registrou 54,9%. No quarto trimestre de 2020, as refinarias Replan, Refap, RPBC e Regap alcançaram recordes mensais de produção de Diesel S-10.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.