Petrobras está encolhendo em quantidade de ativos, mas a indústria de óleo e gás pode ser a salvação no pós-pandemia gerando empregos

Valdemar Medeiros
por
-
12-08-2020 09:19:59
em Petróleo, Óleo e Gás
Petrobras - emprego - óleo e gás Profissional Offshore Petrobras

A indústria no geral está diminuindo os seus ativos e gerando menos emprego, mas a indústria de óleo e gás junto aos portos da Petrobras pode mudar isso

Com o passar dos anos, com a depleção dos reservatórios de óleo e gás, os campos vão produzindo cada vez menos, requerendo a perfuração de novos poços produtores e de técnicas avançadas de recuperação secundária e terciária para reduzir a taxa de decaimento ou a queda observada.

Leia também

Inegavelmente, os custos de produção vão aumentando, até que se chega em um ponto de inviabilidade econômica. Muitos campos maduros e marginais da Petrobras estão próximos desta condição hoje. Mas eles podem ser ainda atrativos quando nanciar a construção de dois navios FPSOs, com capacidade de 180.000 boe/d cada um. Ou seja, permite à estatal investir em novos projetos que podem dobrar a produção da qual a empresa se desfez.

O país que já vinha em dificuldade econômica nos últimos cinco anos precisará mais do que nunca de investimentos para gerar emprego

A indústria de óleo e gás, em especial os campos de petróleo da Petrobras podem contribuir para isso. Não é novidade que a Petrobras vem realizando um grande ajuste no seu portfólio desde 2015, quando a dívida bruta da estatal ultrapassou os US$ 130 bilhões.

A produção de óleo e gás da estatal tem crescido. Mesmo em meio aos desinvestimentos, a produção da Petrobras cresceu 5,4% em 2019 quando comparada ao ano anterior e segue em crescimento em 2020 quando no primeiro trimestre do ano se registrou aumento de 14,6% na produção total em relação ao mesmo período de 2019. Segundo consta no relatório de produção e venda publicado pela própria empresa.

A crise vai exigir que o país não desperdice oportunidades, em todos os setores. A contribuição do segmento de óleo e gás pode ser relevante na recuperação econômica

É importante ressaltar que nesse processo, e inclusive no atual momento pandêmico, a Petrobras não tem realizado demissões dos empregados lotados nos ativos à venda, eles estão sendo realocados internamente.

A redução do quadro da empresa tem ocorrido por conta das aposentadorias, assim como pelos planos de incentivo à demissão voluntária (PIDV) em curso. Isso significa que, para cada ativo vendido, são gerados novos empregos, assumidos pelas novas operadoras desses ativos. Há, dessa forma, a geração de novos e efetivos postos de trabalho.

Geração de emprego e renda

Para além do aspecto dos valores envolvidos na compra e venda dos ativos da Petrobras, há a geração de emprego e renda a eles associada. É importante ressaltar que nesse processo, e inclusive no atual momento pandêmico, a Petrobras não tem realizado demissões dos empregados lotados nos ativos à venda, eles estão sendo realocados internamente.

Há também geração de empregos pelo aumento da produção, especialmente no ambiente terrestre. Segundo dados da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), no onshore baiano, um aumento de produção de 40 mil barris/dia teria geração de 1.063 empregos diretos, 9.924 empregos indiretos e 38.870 pelo efeito renda.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.