Para gerar energia eólica AES Tietê e Unipar Fecham Acordo para desenvolver um projeto eólico de 155 MW

Valdemar Medeiros
por
-
06-09-2020 11:36:56
em Energia Renovável
energia eólica em ascenso- AES Tietê - Unipar Torres de energia eólica

A empresa brasileira de energia eólica, AES Tietê Energia anunciou na noite de quinta-feira que concluiu a formação de uma joint venture (JV) com a Unipar Carbocloro para desenvolver um projeto eólico de 155 MW

A expectativa dos sócios é que o parque eólico inicie a geração de energia eólica no segundo semestre de 2022. A AES Tietê mencionou que o projeto faz parte do complexo eólico Tucano de 583 MW, localizado na Bahia.  

Leia também

No mesmo dia em que a controladora AES Brasil anunciou a venda da UTE Uruguaiana, a AES Tietê Energia concluiu a constituição de uma joint venture com controle compartilhado com a Unipar Carbocloro, conforme anunciado em Fato Relevante em novembro de 2019.

Será necessário investir cerca de R $ 4 milhões por MW para a construção da usina de energia eólica, apontou a empresa anteriormente

Com capacidade equivalente a 78 megawatts médios (MWa), o novo parque eólico já possui um contrato de compra de energia (PPA) de 20 anos firmado entre a JV e a Unipar por 60 MWa. Este contrato deve entrar em vigor em 2023, de acordo com o anúncio inicial feito em 11 de novembro de 2019.

No final do ano passado as partes fecharam Acordo de Investimento para a constituição da sociedade visando a geração de energia por meio da fonte eólica.

Por fim, o projeto objeto dessa associação possui 155 MW de capacidade instalada, equivalentes a 78 MW médios de energia eólica assegurada, sendo que 60 MW médios já foram comercializados por meio de um contrato com prazo de 20 anos firmado entre JV e Unipar, espera-se que seja uma parceria de sucesso e resultados positivos.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.