O maior porto de carvão do mundo será agora 100% movido com o uso de energia renovável

Valdemar Medeiros
por
-
06-01-2022 10:36:27
em Energia Eólica, Energia Renovável
Porto de Newcastle - Carvão - energia renovável - Torres de energia eólica offshore – foto: Getty Images

O Porto de Newcastle, o maior do mundo, situado na Austrália, agora utilizará 100% de energia renovável em suas atividades, apesar de ainda exportar 165 milhões de toneladas de carvão anualmente

O anúncio de que o Porto de Newcastle, na Austrália, maior porto de carvão de todo o mundo, agora será totalmente movido a energia renovável, chega em um momento em que a geração de energia a carvão no mercado de eletricidade do país atingiu seu mais baixo nível durante os últimos três meses do ano passado. Apesar do porto na Austrália continuar exportando cerca de 165 milhões de toneladas de carvão por ano, a mudança para a energia renovável compõe um plano para descarbonizar o negócio até 2040, e para expandir a parte não poluente do porto, de modo que o carvão seja somente responsável pela metade de sua receita até o começo da próxima década.

Leia também

Porto de carvão da Austrália utilizará energia eólica

O acordo foi assinado com um parque de energia eólica da Iberdrola, situado no interior de New South Wales, para a aquisição de energia renovável no varejo. Ele oferece ao porto certificados de geração em grande escala.

Como parte de sua mudança, o Porto de Newcastle também converteu quase todos os seus veículos para elétricos e também se envolveu com outros projetos de infraestrutura para diminuir sua emissão de CO2 em suas atividades.

De acordo com o pesquisador da Faculdade de Clima e Energia da Universidade de Melbourne, Dylan McConnell, nos últimos três meses do ano passado a participação do carvão na rede elétrica diminuiu em quase 6% se comparada ao mesmo período de 2020, enquanto o gás registrou seu menor trimestre de geração desde 2004. Por outro lado, a geração de energia solar fotovoltaica por empresas e residências cresceu em 24%, e a de energia eólica 6,4%.

Produção de carvão e malefícios ao organismo humano são destacados por especialistas

De acordo com o CEO do porto da Austrália, Craig Carmody, a mudança para a energia renovável foi necessária, enfatizando que é preferível fazer agora, enquanto ainda há um controle do destino da empresa. O que não poderia ser feito em uma situação de crise, onde a receita do Porto de Newcastle entraria em colapso.

Quando o carvão é minerado, uma enorme nuvem de poeira é gerada e as partículas tóxicas que são emitidas neste processo podem ficar no ar por semanas. Essas partículas são respiradas e, além disso, podem cair ao chão, poluindo plantações e rios. A mineração do carvão libera substâncias cancerígenas como Mercúrio, Arsênio, Cádmio, Chumbo, Urânio, Tório, entre outros.

Mercado de energia renovável na Austrália continua em expansão

A energia renovável na Austrália continua expandindo e a previsão é que, nos próximos 10 anos, acelere ainda mais seu crescimento. 21% da produção de eletricidade total do país em 2019 veio de fontes de energia limpa, atingindo um aumento de 46% na geração de energia solar e 19% na energia eólica, de acordo com o último Relatório de Energia do governo australiano.

A projeção é que até o início da próxima década as emissões do setor energético diminuam em 23% na Austrália, e que a proporção de energias limpas no mix de geração alcance a taxa de 48%.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.