Novo presidente da Petrobras afirma que vai antecipar a volta ao trabalho presencial, deixar home office de lado e mudar política de preço no combustível da estatal

Petrobras - home office - Combustível - presencial Logo da Petrobras fotografado em São Paulo 10//02/2018 REUTERS/Paulo Whitaker

Em breve, o então presidente da Petrobras Silva e Luna, irá antecipar a volta do trabalho presencial, deixando de lado a modalidade home office, e possivelmente irá mudar a política de preço do combustível.

O general Silva e Luna, durante as reuniões prévias que tem feito com diretores e gestores da Petrobras, tem indicado que fará em breve uma alteração de caráter administrativo-sanitário bem ao gosto do então presidente da República, Jair Bolsonaro: Irá antecipar a volta ao trabalho presencial e deixar de lado o home office, aplicando novas mudanças na politica de combustível da estatal.

Leia também

O home office na Petrobras é válido até junho, de acordo com Lauro Jardim, de O Globo, porém era consenso na atual diretoria que seria estendido até de dezembro. No fim de fevereiro, logo após indicar Silva e Luna para a Petrobras, o presidente Jair Bolsonaro criticou abertamente o home office na Petrobras. Segundo ele, o atual presidente da Petrobrás está há 11 meses em casa, sem fazer suas devidas atividades e trabalha de forma não presencial. Para o presidente, o chefe tem que estar na frente, bem como seus diretores.

Novo presidente da Petrobrás, Silva e Luna é mais um militar no comando de estatais

Petrobras e a possível mudança na política de preço do combustível

Outro movimento esperado pelo mercado financeiro, é acerca de uma calibragem na política de preço do combustível, quanto à Luna comandando a Petrobras.

Cesar Bergo, Presidente do Conselho Regional de Economia, acredita que a política de preço do combustível deve mudar para o que era antes de Castello Branco, isto é, as oscilações no combustível não serão sentidas imediatamente.

O mercado ficou atento à reunião do Conselho de Administração da Petrobras, na segunda-feira, para aprovar a indicação do nome do general Joaquim Silva e Luna, pelo presidente Jair Bolsonaro, para o comando da estatal.

De acordo com analistas, essa aprovação não irá influenciar de forma abundante no combustível. O que vai indicar se a empresa estará de fato estável, será a futura governança dentro dos padrões internacionais.

Home office em meio a pandemia

Com o rápido avanço da pandemia, as empresas e lojas de todos os tamanhos foram obrigadas a realizarem uma mudança rápida para o modelo não presencial. Mesmo antes da pandemia, de acordo com as estatísticas home office, o modelo de trabalho já abrangia uma parte grande no Brasil.

Segundo dados do IBGE, em 2018 cerca de 3,8 milhões de brasileiros trabalhavam de forma não presencial. O modelo de trabalho home office também mostra boa adesão entre empresas startups e outras iniciativas privadas como, por exemplo, lojas virtuais que tem quase todo seu funcionamento de maneira online.

Outra pesquisa, agora da Pulses, em 2020 apontou que, mesmo durante a pandemia, 78% dos brasileiros se sentem mais produtivos trabalhando na forma não presencial. O que hoje é melhora na produção, até pouco tempo, o modelo Home office não era vista com bons olhos, isto porque as empresas achavam que os funcionários ficariam mais propícios a distrações se estivessem em casa, e como resultado, não entregariam bons resultados.

Novo presidente da Petrobras deve assumir nesta sexta

O general Silva e Luna foi indicado por Jair Bolsonaro para presidir a estatal no lugar de Roberto Castello Branco, após desgaste envolvendo o aumento de preços dos combustíveis.

O Conselho de Administração da Petrobras vai se reunir de forma extraordinária na próxima sexta-feira para eleger o general Joaquim Silva e Luna como novo presidente da estatal, de acordo com duas fontes do setor.

A expectativa é que, após ser nomeado formalmente pelo Conselho de Administração, o general Silva e Luna faça uma cerimônia interna de posse com os diretores da estatal. Isso pode ocorrer na própria sexta-feira ou na segunda-feira, embora a data ainda esteja em aberto.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.