Início Novo acordo entre a bilionária WEG S.A. e Grupo AIZ vai revolucionar o mercado de veículos elétricos no Brasil por meio de investimentos em mobilidade

Novo acordo entre a bilionária WEG S.A. e Grupo AIZ vai revolucionar o mercado de veículos elétricos no Brasil por meio de investimentos em mobilidade

20 de maio de 2022 às 07:30
Compartilhe
Siga-nos no Google News
WEG veículos elétricos caminhões
Acordo entre WEG e Grupo AIZ vai facilitar a circulação de veículos elétricos no Brasil

Cooperação tecnológica entre grandes empresas WEG S.A. e Grupo AIZ busca o desenvolvimento de projetos diretamente ligados aos veículos elétricos

Há 10 dias, a WEG S.A. anunciou o mais novo acordo fechado pela empresa com o Grupo AIZ para buscar novas soluções que contribuam para o funcionamento livre de veículos elétricos e caminhões movidos por energias limpas. O Grupo AIZ é famoso por ter uma ampla produção em diversos segmentos de máquinas e equipamentos, ou seja, desde aplicações agrícolas até peças rodoviárias, dentre outros.

Esse novo acordo é muito interessante por aliar conhecimentos de empresas de ramos distintos, mas complementares. Dessa forma, a WEG o Grupo AIZ vão unir suas forças em prol de maior sustentabilidade, tendo como foco o ecossistema de veículos elétricos off-road, usados pela indústria e comércio. A parceria é revolucionária porque abre caminho para mobilidade elétrica off road no Brasil, uma nova vertente focada em evitar prejuízos ao meio ambiente.

Artigos recomendados

Todavia, o pensamento das empresas se baseia no suprimento de toda a cadeia produtiva, ou seja, tem um planejamento estratégico muito voltado para a logística dos veículos e caminhões elétricos.

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

O aumento constante no preço dos combustíveis estimulou as vendas de veículos elétricos no Brasil. Confira no vídeo abaixo.

Mercado de veículos elétricos está aquecido e promete bater recorde de vendas em 2022 | Reprodução: Youtube – CNN Brasil

A sustentabilidade e os pontos de recarga para veículos elétricos e caminhões são o foco das ações da parceria entre WEG e o Grupo AIZ

Como vimos, o processo é baseado em sustentabilidade. Logo, busca aprimorar o território nacional para o bom funcionamento de veículos elétricos e caminhões. Para isso, as empresas almejam instalar novas estações de recargas para esses veículos, além de locais para captação, fornecimento e armazenamento de energias renováveis e sustentáveis. Contudo, o principal objetivo da WEG e do Grupo AIZ é tornar os clientes autossuficientes na obtenção de energia para seus veículos.

Nesse sentido, as empresas contribuem para uma nova perspectiva nacional a respeito do uso de energias renováveis e limpas na mobilidade, buscando cada vez menos usar os combustíveis fósseis que trazem prejuízos ao meio ambiente. Além disso, o movimento traz maior independência da indústria nacional em relação a matrizes energéticas, sendo um grande exemplo de sustentabilidade.

Veículos elétricos precisam de um ambiente adequado para funcionarem sem perder a eficiência e diversas empresas se unem em prol desse objetivo

No primeiro trimestre de 2022 a venda de veículos elétricos no Brasil aumentou em 115%, segundo Dados da Associação Brasileira de Veículo Elétrico (ABVE), o que segue a tendência mundial de busca por esse novo produto. Tendo em vista esse cenário, nove empresas que atuam em território nacional resolveram também fechar uma parceria para estimular a mobilidade elétrica no Brasil. São elas: 99, Movida, Raízen, Ipiranga, CAOA Chery, Tupinambá Energia e Unidas.

A união dessas empresas ficou conhecida como Aliança pela Mobilidade Sustentável e tem objetivos a longo prazo bem otimistas. Em primeiro lugar, a Aliança visa instalar 10 mil estações novas de carregamento dos veículos elétricos em todo o país, para contribuir com a rodagem. Em segundo, pretende alcançar a marca de 10 mil automóveis lançados no mercado, incluindo caminhões, até 2025.

Por fim, eles pretende elevar a taxa de veículos elétricos vendidos no Brasil para 10%, a qual está hoje em 2% do total de automóveis vendidos. Dessa forma, essa união vai tornar a tecnologia mais acessível e favorecer a maior circulação desses automóveis no país.

Sendo assim, a iniciativa privada, tanto da WEG e AIZ, quanto da Aliança, vai trazer muitos benefícios para o Brasil, dentre os quais estão o fortalecimento de uma matriz energética renovável, redução no consumo de combustíveis fósseis, menor produção de gases do efeito estufa e aumento da tecnologia na mobilidade territorial.

Relacionados
Mais recentes