Multinacional Walmart cria projeto de energia renovável para reduzir emissões de carbono e ajudar empresas a vender energia solar

Valdemar Medeiros
por
-
24-10-2020 11:03:06
em Energia Renovável
Walmart – energia renovável - energia solar painéis solares da walmart

As fontes de energia renovável contribuirão muito para a redução das emissões de gases de efeito estufa, e o Walmart quer usar 100% de energia solar, eólica e outras em suas próprias operações, como lojas e depósitos, até 2035.  

Muito disso virá de contratos de compra de energia renovável (PPAs), onde o varejista assina acordos de longo prazo para comprar energia verde de fornecedores, uma prática que o ajudou a contratar 1,2 gigawatts de energia renovável entre 2018 e 2019, para colocar isso em contexto, a indústria de energia solar nos Estados Unidos instalou 3,62 gigawatts de capacidade fotovoltaica no primeiro trimestre deste ano junto a Walmart.  

Leia também

Projeto Gigaton da Walmart

O Projeto Gigaton é uma iniciativa do Walmart para evitar um bilhão de toneladas métricas (um gigaton) de gases de efeito estufa da cadeia de valor global até 2030 com o uso de energia solar.

Por meio do Projeto Gigaton, os fornecedores de energia renovável podem levar seus esforços de sustentabilidade para o próximo nível por meio do estabelecimento de metas e obter crédito da Walmart pelo progresso que você faz.   

Desde que o programa foi lançado em 2017, centenas de fornecedores de energia renovável do Walmart aderiram ao compromisso com a redução de emissões de carbono.   

Walmart criticou a decisão do presidente dos Estados Unidos

O Walmart declarou publicamente sua decepção com a decisão do presidente Donald Trump de retirar os Estados Unidos do Acordo de Paris, e McLaughlin reiterou sua posição.   

“Achamos que os EUA deveriam permanecer no Acordo de Paris. E dissemos isso na época e ainda acreditamos que… A mudança climática é uma das maiores crises que enfrentamos como planeta… E, infelizmente, requer uma ação imediata de todos para lidar com isso. Portanto, precisamos de uma ação coletiva global sobre uma nova politica de energia renovável.”  

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.